MAQUININHA PAGSEGURO

Aumente suas vendas aceitando débito e credito.
Compre em condições especiais pelo link:

DATAS COMEMORATIVAS - Dia do Circo


O Circo chegou

Mariazinha – Pedrinho! Pedrinho! O circo vai chegar na cidade!
Pedrinho – Eu não gosto de circo, é muito chato!
Mariazinha – Você já foi no circo por acaso?
Pedrinho – Não, nunca. Mas não gosto e pronto.
Mariazinha – Você não sabe o que está perdendo. O circo é muito legal. Tem bailarina, foca, leão.
Pedrinho – Eu já vi um monte de bicho no zoológico.
Mariazinha – Mas esses bichos são treinados, sabem fazer truques.
Pedrinho – Bobeira isso!
Mariazinha – Olhe! É o circo!

Entra alguém anunciando o circo e as crianças observam.

“O circo está chegando na cidade! Venham todos! Grande espetáculo esta noite. Venham se divertir.”

Mariazinha – Oba! Vou para casa me arrumar para ir ao circo. Você vai perder o espetáculo. Tchau!
Pedrinho – (Fala para o público) Mas o que será que tem esse tal de circo? Deve ser muito chato. Mas... e se eu desse só uma olhadinha? É isso mesmo! (entusiasmado) Eu vou espiar para ver o que tem lá.

(Pedrinho sai de cena e em seguida entra novamente, já chegando ao circo).
Pedrinho – Nossa, como aqui é grande, diferente. Então esse é o tal do circo. Opa! Estou ouvindo um barulho, vou me esconder.

(Entra a bailarina, toca uma música e ela dança. Após a música, o menino se aproxima).

Pedrinho – Quem é você?
Bailarina – Sou a bailarina. Eu danço para alegrar as crianças.
Pedrinho – Puxa, parece legal. Como faz?
Bailarina – É assim, experimenta.
(Ela faz alguns passos e o menino imita, meio desajeitado).

Pedrinho – Ah, eu não sei fazer isso não. Prefiro jogar futebol.
Bailarina – Agora preciso ir, tenho que ensaiar. Até mais tarde.
Pedrinho – Adeus, linda bailarina. Ei, estou ouvindo um barulho, parece ser...um urso! (se esconde).

(Entra o urso, toca a música, ele dança e é observado pelo Pedrinho)

Urso – Garoto! Ei, garoto! Estou te vendo aí. Venha cá, vamos conversar.
Pedrinho – Tenho medo.
Urso – Ora, ora, não faço mal a ninguém. Sou adestrado.
Pedrinho – Adestrado? O que é isso?
Urso – Sou um urso ensinado (gabando-se). Faço truques, sabe?

Pedrinho – Que legal! Me ensina?
Urso – Claro! Amanhã estou de folga, apareça aqui no circo.
Pedrinho – Ta bom, vou vir mesmo.
Urso – Ih, ouviu isso? É o meu treinador me chamando. (Fala como se estivesse respondendo). Já estou indo, já estou indo.
Pedrinho – Gente, vou aprender alguns truques. Que maravilha!
Até que o circo não é tão ruim assim. Mas o que é aquilo que vem ali? Uma foca! (Se esconde).
(Entra a foca, toca a música)
Pedrinho – Oi foquinha.
Foca – Oi garoto. Qual é o seu nome?
Pedrinho – Pedrinho.
Foca – E você está visitando o circo?
Pedrinho – É, vim dar só uma espiadinha, dizem que é legal.
Foca – Aqui é muito legal! As crianças adoram.
Pedrinho – Acho que estou gostando também.
Foca – Mas você já viu o espetáculo?
Pedrinho – Ainda não. Nunca fui ao circo.
Foca – Então venha essa noite. Vai conhecer o homem que cospe fogo, a mulher barbada, os tigres adestrados, o mágico e muito mais.
Pedrinho – Estou achando demais! Vou vir sim.
Foca – Hum, está me dando uma fominha. Vou comer alguma sardinhas.
Pedrinho – Tchau, foquinha. Adorei te conhecer. Nossa, fiquei cansado, tem tanta coisa diferente nesse circo. Vou descansar um pouco aqui.

( Enquanto ele dorme, entra a pulga que fica mexendo no menino. Ele se coça enquanto dorme. Alternar, pulando pelo palco e mexendo no Pedrinho).

Pedrinho – Que coceira. Até parece que estou com... (avista a pulga) pulga!!!
Pulga – Calma, menino. Deixa eu te fazer coçar.
Pedrinho – Sai pra lá! Eu tomo banho.
Pulga – Só um pouquinho, vai. Uma coceirinha na perna.
Pedrinho – Que circo mais sujo. Está cheio de pulgas. Ninguém limpa isso aqui não?
Pulga – Há, há, há, há! Eu trabalho no circo, seu bobinho.
Pedrinho – Uma pulga trabalhando no circo? Ah, conta outra!
Pulga – Você nunca ouviu falar de circo de pulgas?
Pedrinho – Não!
Pulga – Pois as pulgas são pequeninas, mas também fazem o seu show. Aquilo passando ali não é um cachorro? Tenho que ir.

Pedrinho – Espere! Espere! Me conta mais sobre esse circo de pulgas. (Pulga sai)
(Falando para a platéia) Gente, a Mariazinha tinha razão, o circo é bem legal. Vou querer assistir a todos os espetáculos. (Entra o macaco, o cutuca e se esconde. Pedrinho olha e não vê nada, continua falando sobre as belezas do circo e o macaco repete mais duas vezes até que o menino o vê)

Pedrinho – E você, quem é?
Macaco – Sou o macaco Simão.
(Música “Macaco Simão” cd do Hamilton Catete)

Pedrinho – Sabe, macaco Simão, eu não gostava do circo, achava chato. Agora que conheci, achei fascinante.
Macaco – O circo é o espetáculo mais bonito do planeta. E vem alegrando crianças há muito tempo.
Pedrinho – É tudo alegre, colorido, bonito.
Macaco – Toda criança deve ir ao circo.
Pedrinho – Bem, eu conheci a bailarina, o urso, a foca, a pulga e agora, você macaquinho. Vou para casa me arrumar porque quero assistir todos os espetáculos. Os trapezistas, malabaristas, palhaços, o mágico... Deve ser maravilhoso.
Macaco – Tudo bem, mas já que você descobriu que o circo é muito divertido, vou chamar os meus amigos, porque agora o artista é VOCÊ!

(Entram todos os personagens e toca a música Lindo balão azul)

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário