EDUCAÇÃO FÍSICA- O corpo

A escola não pode negar como fato histórico a corporeidade humana, a infinidade de gestos,expressões, movimentos, que os seres humanos foram e são capazes de eralizar, originando jogos, brincadeiras, danças, esportes, lutas, diferentes formas de ginástica e constituindo, desta forma, o verdadeiro patrimônio lúdico da humanidade.
O grande desafio da Educação Física é propiciar ao educando o conhecimento do seu corpo,usando-o como instrumento de expressão e satisfação de suas necessidades, respeitando suas experiências anteriores e dando-lhe condições de adquirir e criar novas formas de movimento.
É importante relembrarmos citações de alguns autores sobre movimento humano:
"Castellani entende como "se é o Movimento Humano aquele que nos diz respeito enquanto especificidade de nossa ação profissional, temos que ter claro ser ele humano, social e culturalmente construido.Assim sendo, ao resgatarmos uma visão antropológica do movimento humano, passamos a percebê-lo em sua totalidade como resultante da interação de seus componentes biofisiológicos e socioculturais."

Para Bracht "o movimento corporal ou movimento humano que é tema da Educação Física não é qualquer movimento, não é todo movimento.É o movimento humano com determinado significado/sentido, que por sua vez lhe é conferido pelo contexto histórico-cultural."

A citação de Alves tenta explicar o projeto educacional em relação ao corpo do aluno quando diz:
"O que está em jogo são duas maneiras diferentes de se ver o corpo: num caso, o corpo que é simples meio e que é treinado para se transformar num instrumento de luta contra o tempo e o espaço. Uma corrida é luta contra o tempo. Já o salto é luta contra o espaço. Num outro, é o corpo reconciliado com o espaço e o tempo e que nao deseja vence-los mas apenas usufrui-los".

Consideramos que o movimento humano só se concretiza por meio do corpo do homem. Esse movimento integra uma totalidade e não somente o ato motor, mas toda e qualquer ação humana que vai desde a expressão até o gesto mecânico.Não é apenas o corpo que entra em movimento, mas é o homem todo que age e se movimenta.
A Educação Física deve associar o corpo,a emoção, a consciência, a busca do prazer, fazendo o aluno sentir-se bem com o seu corpo no tempo e no espaço.
Como pode esse corpo sentir-se liberado, solto, fonte de prazer em uma socidade disciplinada, em relação ao corpo, que isola os seres humanos e os transforma em opostos?
Esse corpo conseguirá interferir na ordem estabelecida a partir do momento em que se apresentar como expressao de individualidade e ao mesmo tempo coletividade, em que se relaciona com o outro, respeitando-o com espaço de liberdade e possibilidade de expressão.
Entendemos que é necessário desenvolver uma concepção de Educação Física em que a atividade intelectual e a atividade corporal, em vez de se confrontarem, se harmonizem, de forma a melhor integrarem o ser humano no seu relacionamento: eu-o outro- os objetos-o mundo.
O  professor de Educação Fisica é um agente transformador em potencial. Tomentos como exemplo a ansiedade e a expectativa com que os alunos esperam pelas aulas. Cabe a ele, portanto, refletir conscientemente sobre a melhor maneira de utilizar esta motivaçã natural para oferecer aos seus alunos reais possibilidades de aprendizagem.
Os currículos escolares deverão ter seus conteúdos compatíveis com as experiências vividas pelo aluno, servindo como ponto de partida para aquisição de novos conhecimentos mais elaborados. A sistematização desses conteúdos, que são representados por ginástica, jogos, esportes e dança, deve considerar ainda as características de maturação, as diferenças individuais, as necessidades e os interesses do aluno, sendo desenvolvidos em um ambiente lúdico, onde a liberdade de expressão, a oportunidade de reflexão, discussão e questionamento, o trabalho em equipe estejam garantidos, e que o aluno possa, por meio do movimento, se relacionar com o seu próprio corpo, com o outro e com o meio social.

Nenhum comentário:

Postar um comentário