ORGANIZAÇÃO DO BLOG

Foi iniciada hoje uma operação de organização do blog. Materiais serão separados, postagens sem link válido serão corrigidas e por isso algumas coisas serão postadas novamente e estarão no inicio do blog com marcação temática para facilitar a busca.
A localização das atividades serão mostradas em video no interior da postagem para facilitar seu acesso e consulta.
E você que ainda não viu vantagem em adquirir o acesso, vai ter a oportunidade de ver mais de perto quanto tempo perdeu buscando materiais por aí que estavam formatados e prontinhos para impressão em nossos discos virtuais.

EDUCAÇÃO FÍSICA- A herança

Em função dessa realidade política, na década de 80 a Educação Física sofreu uma crise de identidade que originou uma mudança nas políticas educacionais. O enfoque passou a priorizar o desenvolvimento psicomotor do aluno, valorizando a sua prática também nas séries iniciais e não somente nas séries do Ensino Fundamental.
Apesar de muitos progressos obtidos, por meio de inúmeros movimentos, debates, discussões e realizações, a Educação Física ainda necessita de mudanças. Sobretudo para convencer a sociedade e até mesmo o corpo docente, constituiído por profissionais de outras áreas, do seu real valor, pois mesmo sendo reconhecida como uma área essencial ainda fica "marginalizada". Um exemplo disso, são os horarios das aulas em desacordo com as necessidades de suas especificidades, bem como locais inadequados e materiais insuficientes para a obtenção dos resultados esperados.
Outra situação de dificuldade relaciona-se ao planejamento, à discussão e à avaliação do trabalho, no qual raramente a Educação Física integra-se, estando o professor quase sempre isolado, justamente quando a ênfase é entender o aluno como um ser humano integral.
Encontramos na década de 90 um despertar da população para sua saúde, não a saúde como ausência de doenças, mas quela comprometida com a qualidade de vida, assunto que cada vez mais está se tornando indispensável nos diversos setores da sociedade.
A partir disso, observamos nos tempos atuais que as recomentações para qualquer programa de qualidade de vida giram ao redor de fatores como: alimentação controlada, mudança de habitos adquiridos (fumo e álcool), atividades de lazer, cultura e, principalmente atividades físicas. De alguma maneira cada um de nós procura encontrar um equilíbrio para manter-se saudável.
Programas de ginástica laboral, atendimentos de personal trainer, consultorias para atividades físicas e de lazer tornam-se ãções concretas para uma nova consciência corporal, inclusive abrindo campos de trabalho ao profissional de Educação Física.
As doenças ocupacionais, problemas de postura, estresse, sedentarismo, depressão, cardiopatias e outros, segundo especialistas na área de saúde, estão se tornando os grandes males do século XXI. Certamente seriam minimizados se, desde a fase escolar, o aluno fosse orientado e preparado para ser um indivíduo ativo, não sedentário e habituado à prática de atividades físicas.
O profissional que está realmente convencido do quanto seu trabalho é fundamental torna-se uma referência importante para seua lunos, pois, em suas aulas, é capaz de mobilizar aspectos afetivos, sociais, éticos, de sexualidade e outros de maneira intensa e explícita, o que faz dele um conhecedor das principais necessidades de seus alunos. É justamente por isso que se evidencia a necessidade de integração da Educação Física com as outras áreas do conhecimento, pelas inúmeras possibilidades de contribuição para melhoria da qualidade de vida dos individuos, por meio de uma educação relevante, responsável e realmente comprometida com o momento histórico evolutivo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário