Voltando às aulas

Voltando às aulas

Atualizações- Discos Virtuais

DV LIBRAS - 9 paginas sobre cadeia alimentar já disponível para download.

DATAS COMEMORATIVAS - historia do Dia da Água


O Dia Mundial da Água foi criado pela ONU (Organização das Nações Unidas) no dia 22 de março de 1992. O dia 22 de março, de cada ano, é destinado a discussão sobre os diversos temas relacionadas a este importante bem natural.

Mas porque a ONU se preocupou com a água se sabemos que dois terços do planeta Terra é formado por este precioso líquido? A razão é que pouca quantidade, cerca de 0,008 %, do total da água do nosso planeta é potável (própria para o consumo). E como sabemos, grande parte das fontes desta água (rios, lagos e represas) esta sendo contaminada, poluída e degradada pela ação predatória do homem. Esta situação é preocupante, pois poderá faltar, num futuro próximo, água para o consumo de grande parte da população mundial. Pensando nisso, foi instituído o Dia Mundial da Água, cujo objetivo principal é criar um momento de reflexão, análise, conscientização e elaboração de medidas práticas para resolver tal problema.
No dia 22 de março de 1992, a ONU também divulgou um importante documento: a “Declaração Universal dos Direitos da Água” (leia abaixo). Este texto apresenta uma série de medidas, sugestões e informações que servem para despertar a consciência ecológica da população e dos governantes para a questão da água.
Mas como devemos comemorar esta importante data? Não só neste dia, mas também nos outros 364 dias do ano, precisamos tomar atitudes em nosso dia-a-dia que colaborem para a preservação e economia deste bem natural. Sugestões não faltam: não jogar lixo nos rios e lagos; economizar água nas atividades cotidianas (banho, escovação de dentes, lavagem de louças etc); reutilizar a água em diversas situações; respeitar as regiões de mananciais e divulgar idéias ecológicas para amigos, parentes e outras pessoas.






Declaração Universal dos Direitos da Água
Art. 1º - A água faz parte do patrimônio do planeta.Cada continente, cada povo, cada nação, cada região, cada cidade, cada cidadão é plenamente responsável aos olhos de todos.
Art. 2º - A água é a seiva do nosso planeta.Ela é a condição essencial de vida de todo ser vegetal, animal ou humano. Sem ela não poderíamos conceber como são a atmosfera, o clima, a vegetação, a cultura ou a agricultura. O direito à água é um dos direitos fundamentais do ser humano: o direito à vida, tal qual é estipulado do Art. 3 º da Declaração dos Direitos do Homem.
Art. 3º - Os recursos naturais de transformação da água em água potável são lentos, frágeis e muito limitados. Assim sendo, a água deve ser manipulada com racionalidade, precaução e parcimônia.
Art. 4º - O equilíbrio e o futuro do nosso planeta dependem da preservação da água e de seus ciclos. Estes devem permanecer intactos e funcionando normalmente para garantir a continuidade da vida sobre a Terra. Este equilíbrio depende, em particular, da preservação dos mares e oceanos, por onde os ciclos começam.
Art. 5º - A água não é somente uma herança dos nossos predecessores; ela é, sobretudo, um empréstimo aos nossos sucessores. Sua proteção constitui uma necessidade vital, assim como uma obrigação moral do homem para com as gerações presentes e futuras.
Art. 6º - A água não é uma doação gratuita da natureza; ela tem um valor econômico: precisa-se saber que ela é, algumas vezes, rara e dispendiosa e que pode muito bem escassear em qualquer região do mundo.
Art. 7º - A água não deve ser desperdiçada, nem poluída, nem envenenada. De maneira geral, sua utilização deve ser feita com consciência e discernimento para que não se chegue a uma situação de esgotamento ou de deterioração da qualidade das reservas atualmente disponíveis.
Art. 8º - A utilização da água implica no respeito à lei. Sua proteção constitui uma obrigação jurídica para todo homem ou grupo social que a utiliza. Esta questão não deve ser ignorada nem pelo homem nem pelo Estado.
Art. 9º - A gestão da água impõe um equilíbrio entre os imperativos de sua proteção e as necessidades de ordem econômica, sanitária e social.
Art. 10º - O planejamento da gestão da água deve levar em conta a solidariedade e o consenso em razão de sua distribuição desigual sobre a Terra.

PROJETO - água


Água para todas as aulas


Você sabia que cada brasileiro consome 300 litros de água por dia? É muito desperdício! Apenas metade disso seria suficiente para suprir as necessidades. Além disso, grande parte dos reservatórios está contaminada, principalmente em regiões mais populosas. Que tal falar sobre esse assunto tão importante em sua escola? Água é um tema que pode ser discutido em todas as disciplinas da escola. Veja aqui algumas dicas




Arte - Proponha à classe uma exposição com painéis de fotos e ilustrações que retratem os principais problemas de água – como poluição, escassez e desperdício – e suas possíveis soluções. Os alunos, além da pesquisa iconográfica, poderão desenhar e pintar. Convide outras classes e sua comunidade para visitarem a exposição






Ciências - Dê uma aula sobre saneamento básico. Mostre a importância da água limpa. Fale sobre os problemas com água contaminada. Peça a seus alunos que façam uma pesquisa sobre as condições de seu bairro: Tem rede de esgoto? A água é limpa? Organize uma visita à Sabesp, ou à rede de saneamento básico de sua cidade.Explique como ocorrem a limpeza e o tratamento de água


Educação Física - Explique a importância de beber líquido antes, durante e depois dos






exercícios físicos – lembrando sempre de evitar o desperdício






Geografia - Prepare uma aula sobre bacias hidrográficas. Quais reservatórios banham a cidade? De onde vem e para onde vai a água que chega à casa dos alunos? Termine a atividade pedindo como tarefa de casa um mapa hidrográfico da região






História - Mostre o papel e os usos da água na história da humanidade, sua importância na agricultura, na industrialização, nas comunidades indígenas e após a urbanização






Língua Portuguesa - Peça à classe redações contando sobre os problemas da água em seu bairro. Proponha que os alunos entrevistem familiares, vizinhos, colegas. Instigue os alunos a descobrir possíveis soluções para o problema


Matemática - Proponha problemas matemáticos sobre o desperdício de água. Exemplo: Uma torneira despeja cerca de 5 litros de água por minuto. Um chuveiro perde aproximadamente 15 litros por minuto. A partir desses dados, crie equações matemáticas. É possível calcular quantos litros os entrevistados gastam no banho. E se cada um reduzisse o tempo em 2, 3 ou 5 minutos? Quanto economizariam?


2) DE ONDE VEM A ÁGUA


As utilidades da água não têm fim... Mas será que podemos consumir toda a água do planeta? Faça a experiência e descubra:


1. Pegue um recipiente plástico de 1 litro e encha de água;


2. Retire 3 colheres de sobremesa da água desse recipiente. Aproximadamente 10 ml de água.


3. Agora, imagine que a água que está no recipiente é toda a água doce do planeta Terra. Imagine também que a quantidade de água que você retirou do recipiente é a parte que podemos utilizar. É muito pouco, não acha? Como você percebeu a água é um recurso limitado. Por isso lembre-se: é muito importante economizar água!


A água que vemos na natureza é resultado de um ciclo chamado CICLO DA ÁGUA


Você sabe o que é isto?


HORA DA HISTÓRIA : PINGUINHO






Esta é a história de um pingo de água que morava no céu.


Um dia a nuvem em que morava ficou carregadinha de pingos e ele caiu.


Pinguinho caiu em uma cachoeira.


Da cachoeira foi para o rio e encontrou Gotilde que o ensinou muitos segredos da água, como:


- O que é ecologia ( Ciência que estuda a relação dos seres vivos com o ambiente em que vivem)


- O que é produto biodegradável (Substância que se desfaz naturalmente)


- Ambientalista (quem conhece e defende o meio ambiente)


Do rio chegaram ao mar e o sol fez Pinguinho evaporar.


Pinguinho chegou a outra nuvem e ficou esperando a próxima aventura pois ele sabia que raramente a água cai no mesmo lugar em que evapora por causa da ação dos ventos.


E assim Pinguinho viveu mais um CICLO DA ÀGUA.






Vamos brincar de teatro? Vamos usar nossa criatividade e fazer um teatro sobre o Pinguinho.






Converse com um adulto e descubra o que podemos fazer para sempre ter o ciclo da água. Comente com os seus colegas o que você descobriu.


3) NOSSOS TESOUROS ENTERRADOS


Existem muitos tesouros enterrados pertinho de nós...


Mas não vamos pesquisar sobre piratas ou baús escondidos cheios de ouro.


O ouro é apenas um dos tesouros da terra. Existem muitas coisas maravilhosas que este planeta vem armazenando há bilhões de anos. Quantas você poderia citar? Temos a água, o


petróleo, o ferro, a prata, a areia, o alumínio, o cobre... Você poderia continuar indefinidamente.


Esses tesouros são presentes para nós. Construímos casas com eles, os transformamos em ferramentas, cozinhamos com eles... de fato, na verdade não existe praticamente nada em que não os utilizemos.


Mas a quantidade deles é limitada. É preciso decidir o que fazer com eles. Devemos transformá-los em coisas que realmente não precisamos ou devemos poupá-los?


Pense e responda. Afinal de contas, os tesouros enterrados na Terra também pertencem a você.






Vamos pesquisar sobre A ÁGUA.






A) Cole aqui gravuras ou reportagens sobre a água em nossa vida.


B) Mostre e comente para seus colegas o que descobriu na pesquisa.






4. ÁGUA UM PRESENTE






Vamos pensar na água como presente em nossa vida... Peça ajuda aos seus pais e escreva aqui uma experiência marcante e positiva da água em sua vida. Pode ser o seu batizado, uma viagem à praia, sítio ou o que você se lembrar. Vale ilustrar ou colar fotos...






5. DICAS PARA CUIDAR DA ÁGUA: SEJA UM DEFENSOR DA ÁGUA. UM SUPER-HERÓI QUE SABE CUIDAR DA ÁGUA. FAÇA ECONOMIA E USE A INTELIGÊNCIA


- Peça a seus pais para utilizarem detergentes biodegradáveis, que não deixam resíduos;


- Não desperdice água;


- Depois de se divertir na praia, recolha papéis, palitos de sorvete, garrafas e latas e leve tudo para um cesto apropriado;


- Escove os dentes com a torneira fechada;


- Tome banhos curtos;


- Não use água para lavar a calçada;


- Ajude a acabar com os vazamentos de água de sua casa;


- Separe o material reciclável em sua casa, levando-o para um local de coleta seletiva;


- Nunca jogue lixo nas ruas.


Lembre-se:


O Brasil conta com uma das mais avançadas leis ligadas ao uso da água: a Lei das Águas.


Esta lei afirma que a água é um bem que pertence a todos.


Reconhece também, que ela pode acabar e que tem valor.


Um dos objetivos da Lei das águas é assegurar às gerações atuais e às futuras, água de qualidade em quantidade suficiente.


ENTÃO, COMECE A FALAR COM SUA FAMÍLIA, AMIGOS E SEJA O HERÓI QUE VAI DAR INÍCIO A ESTA GRANDE MUDANÇA!










Dia 22 de março: Dia Internacional da Água


BIBLIOGRAFIA


- Livro: Experiências divertidas - Autora: Bonita Searle Barnes - Paulinas


- Livro texto-base da Campanha da Fraternidade- 2004


- Livro: O mundinho - Ingrid Biesemeyer Bellinghausen - Editora DCL


- Livro: 50 coisas simples que as crianças podem fazer para salvar a TERRA.Tradução:



DRAMATIZAÇÃO - teatro para o dia das mães












Criança 1 – “O dia da Mães está chegando...”


Criança 2 – “O que nós vamos dar de presente para a mamãe?”


Criança 1 – “Já sei!! Vamos fazer uns doces!!”






Entra um grupo de crianças, caracterizadas de doceiros com colher de pau, fôrmas, avental, ao som da música “Planeta Doce”. Dançam e dramatizam como se estivessem fazendo doces. Uma outra criança com uma bandeja serve brigadeiros às mães. Após a música o grupo sai e as crianças continuam conversando...






Criança 2 – “A mamãe não vai gostar, ela só vive de regime.”


Criança 1 – “Vamos dar uma roupa, então.”


Criança 2 – “Que tal um biquíni?”






Entra um outro grupo com trajes de banho, balde e pá, bola, canga, etc, como se estivessem na praia. Toca a música “Biquíni de bolinha amarelinha”.


Criança 1 – “A mamãe já tem muita roupa!”


Criança 2 – “Vamos fazer uma pintura!”






Entra um terceiro grupo caracterizados de pintores com telas, pincéis, tintas. Toca a música “ se um pinguinho de tinta cai num pedacinho azul do papel...”


Pode entrar algumas crianças de gaivota ou distribuir gaivotas, barquinhos de papel para quem assiste.






Criança 1 – “A gente já faz desenho e pintura o ano todo!”


Criança 2 – “É mesmo! E agora? O que a gente vai dar para a mamãe?”






Narrador:


- Pois é, todo ano é a mesma coisa. O que vamos dar para a mamãe? Nós pensamos, pensamos e chegamos a conclusão de que o mais importante é a mamãe ter os filhos junto dela.


Mãe que tem a coragem de procurar, pesquisar, mesmo quando assustada. É capaz de recomeçar quantas vezes se fizerem necessárias, dá o passo exato no momento preciso e que prepara os filhos para darem outros passos posteriormente.


Mãe, que tua alegria possa ser a certeza de que deste o melhor de ti mesma, ajudando teus filhos. Mãe que tens no seu coração um amor infinito, que sempre viveu em ti, desde que tomaste seu filho em teus braços pela primeira vez, iniciando-o no caminho da vida.


Os filhos alegres, com saúde, brincalhões, esse é o maior de todos os presentes. E é por isso que esses filhinhos estão aqui hoje, para poder te homenagear nesse dia tão feliz.






Todos cantam uma música para a mamãe.

PROJETO - brincando com os alimentos


Brincando com os alimentos



Descrição:


O presente projeto tem como objetivo abordar e discutir assuntos relacionados à alimentação saudáveis a partir dos 2 anos de idade, ampliando os conhecimento dos educandos sobre o tema.


Duração: 3 meses


Destinado aos alunos de Educação Infantil.


Justificativa:


A fome será, provavelmente, o maior problema político e moral que as ciranças deverão enfrentar como lideres de seus pais no futuro.No Brasil, a fome é uma questão para ser discutida na escola. E a discussão começa pela situação de vida dos alunos e seus direitos e deveres como cidadãos.


As crianças precisão conhecer a realidade da fome no Brasil e no mundo. Esse papel cabe aos educadores, que devem preparar seus alunos para a construção de uma sociedade mais igualitária, em que as pessoas tenham não apenas o direito, mas as condições necessárias para usufruir de uma alimentação equilibrada qualitativa e quantitativamente.


Objetivos:


Incentivar aos bons hábitos alimentares;•


• Identificar as preferências alimentar dos alunos;


Concientizar os alunos• sobre a importãncia e os motivos pelos quais nos alimentamos;


Reconhecer os• alimentos que faz bem à nossa saúde;


Identificar cores, textura e os• diferentes sabores dos alimentos.






Procedimentos: Será desenvolvido em 12 aulas assim distribuídas:


1ª aula: Assunto - Frutas


Salada de frutas para degustação


Pintura à dedo


Contagem de frutas, cores, tamanho






2ª aula: Assunto - Verduras


Confecção de carimbos com batata


Explorar com s verduras cores e texturas






3ª aula: Assunto - Legumes


Fazer com os alunos uma sopa utilizando cenoura, chuchu, beterraba, batata


Colagem com papel camurça.






4ª aula: Assunto: Rótulos


Trabalhar com os alunos rótulos de embalagens de alimentos


Utilizar as embalagens trazidas pelos alunos e montar um mural com informações de cada alimento.






5ª aula: Assunto: Hortaliças/ Higiene com os alimentos


Montar uma horta na escola


Junto com os alunos lavar os alimento e mostrar os cuidados que devemos ter com os alimento Lavar antes de comê-los, comer alimentos naturais e saudáveis.


Fazer a degustação de tomate, alface, cenoura






Atividades de desenho.






6ª aula: Assuntos - Vitaminas


Explorar com os alunos as frutas que serão utilizadas na vitamina - banana e maçã.


Trabalhar a importância do leite no desenvolvimento da criança.






7ª aula: Alimentos não - saudáveis


Mostrar que alguns alimentos devem ser consumidos com moderação


Confeccionar um mural com esses alimentos e registrar os comentários no blocão


Exemplos de alimentos que devem ser consumidos com moderação: pirulito, chiclete, balas, doces, refrigerantes, entre outros.






8ª aula: Assunto - Derivados do Leite


Trazer para sala queijos, leite e iogurte e explorar a importância desses alimentos


Utilizar embalagens de leite e confeccionar brinquedos com os alunos.






9ª aula: Assuntos - Cereais e Massas


Explicar que alguns alimentos são importantes em nossa dieta, mas que devem ser consumidos uma vez ao dia.






10ª aula: Assunto - Higiene Pessoal


Explicar para os alunos que a higiene pessoal é necessária para se ter uma boa saúde


Trabalhar com os alunos os cuidados que devemos Ter: beber água filtrada, cortar as unhas, lavar sempre as mãos antes das refeições, escovar os dentes após as refeições, praticar esporte.






11ª aula: Assunto - Alimentação Saudável


Apresentação de teatro de fantoches


Mostrar tudo que foi trabalhado pelas professoras durante as aulas.






12ª aula: Assunto - Lanche Gostoso


Os alunos trarão um lanche nutritivo e saboroso para fazer um grande piquenique coletivo


Experiências Interessantes:






Dando continuidade ao projeto "Brincando com os alimentos" foram realizadas várias atividades: Apresentação teatral, "Sopa de Pedra", enfocando a importância dos alimentos para manter uma vida saudável, na qual os alunos participaram com entusiasmo.






Degustação das frutas, explorando cor, tamanho, espessura e o sentido (paladar). Cada turma desenvolveu as atividades de acordo com nível escolar.


Apresentamos aos alunos diferentes tipos de legumes e verduras. Os quais puderam observar na palestra quais suas funções, vitaminas e nutrientes. Depois, para complementar a atividade, os alunos tiveram a oportunidade de degustar uma gostosa sopa de legumes e verduras.

PROJETO - semana da alimentação



Se eu fosse um tomate - (Augusta Schimidt)
Às vezes fico pensando o que seria de mim se eu fosse um tomate.
Nossa, que horror! Já estou até me vendo todo gelado, espremido, junto com os outros lá na gaveta da geladeira.
É... Se eu fosse um tomate seria muito triste...seria terrível...seria o fim.
Sim porque eu odeio tomate e como poderia viver me odiando tanto?
Ainda bem que eu sou gente!
Ser um tomate deve ser pior do que chuva nas férias ou ficar sem jogar videogame por causa de nota baixa no boletim.
Bom, estou aqui pensando nisso , mas pra falar a verdade, eu nem sei o que é um tomate. Verdura eu sei que não é, porque verdura é verde.
Será que tomate nasce embaixo da terra? Não pode ser, senão seria minhoca.
Ah, eu não sei o que é tomate, só sei que detesto isso. Aliás, eu nem sei pra que é que ele serve!
Só se for pra dar trabalho, pois quando vou comer, preciso ficar prestando atenção só pra não ter que engolir o danado. Às vezes ele vem disfarçado no meio de folhas de alface.
Acho que vou perguntar pra professora, pra que serve o tomate, porque se perguntar pra minha mãe, certamente ela vai querer que eu experimente.
Mãe é sempre assim, acha utilidade pra tudo!

Atividades propostas:

Ø Discutir com o grupo os alimentos que não gostam.
Ø Procurar saber como se faz um molho de tomate e trazer a receita para a sala.
Ø Fazer uma lista de coisas que se faz com o tomate. Colocar a lista em ordem alfabética.
Ø Discutir na sala de aula o que realmente é o tomate. Legume? Fruta? Cereal? Verdura?

1. Procure o significado das palavras abaixo:
Palavras Significados
Função

___________________________________________________

Cereal

___________________________________________________

Tubérculo

2. Encontre no caça-palavras o nome dos cereais,

verduras e hortaliças:

P I M E N T Ã O O F

C D B A T A T A E I

A L F A C E C E A J

B E G C C O U V E S

A R R O Z X S A C T

C E B O L A B F R T

( pimentão, batata, alface, couve, arroz, cebola )

 sobremesa

( Música do Balão Mágico)

Mamãe mandou dizer, ta na hora de comer
Papai gritou de lá, ta na mesa
Arroz com feijão é boa alimentação.
Mas o melhor que há é a sobremesa
Depois de toda noite vem o dia
Depois de uma tristeza, uma alegria
Mas depois de almoçar
Que bom saborear
Deliciosa sobremesa
Vovô foi quem falou, seja aluno ou professor
Se é hora de rangar já pra mesa
Comer feijão com arroz e o que vem depois
A delicia do jantar é sobremesa
Por isso eu como tudo
E quem não come bem, não pode se dar bem
E depois de almoçar que bom saborear
Deliciosa sobremesa
Gelatina
É como um banho de piscina
Saúde pro menino e pra menina
Gelatina
É coisa muito fina
Gelatina
E com tudo combina
Gelatina
Ela é pura proteína
Um gosto que você nem imagina.
Atividades:

1. Marque no texto como se pede:
( - ) substantivos ( + ) verbos ( O ) adjetivos ( * ) artigos

2. Retire do texto um verbo e conjugue-o nos tempos: presente, passado e futuro.

3. Elabore em grupo um caderno de receitas de sobremesas.

4. Faça na cantina a receita de gelatina, calculando a quantidade necessária, preço e quanto cada aluno deverá contribuir.

Culinária Alternativa


A culinária alternativa utiliza alimentos pouco usados na alimentação diária que em muitos casos são desprezados pelas donas-de-casa, movidas pelo desconhecimento do valor nutricional que possuem. Cascas, talos, sementes e folhas de vegetais são aproveitados na culinária alternativa.
A multimistura ajuda a compor qualquer dieta, mantem a saúde, recupera crianças desnutridas, aumenta o leite materno e diminui infecções.
Para obter um quilo de multimistura, são necessários:

Ø 330 gramas de fubá torrado
Ø 330 gramas de farelo de trigo ( refinado)
Ø 330 gramas de farelo de arroz ou de farinha de trigo torrada
Ø 10 gramas de folha de mandioca, batata doce ou de abóbora ( as folhas devem ser secas à sombra e depois trituradas).
Ø 10 gramas de pó de casca de ovo.
Misture tudo e depois coloque 2 colheres de sopa de multimistura no feijão ou na sopa.
Podemos fazer também farofa de casca de banana, maionese de talo, patês de talos de folhas, bolinhos de folhas de beterraba, suco de casca de frutas, pudins de casca de frutas, chás, suflês ou tira-gosto de sementes de abóbora.

Elaboração de um cardápio

Prepare um cardápio para o café da manhã, utilizando sempre alimentos de três grupos: (animal-vegetal-mineral).
Tente variar o máximo possível.

Receitas para fazer sozinho
Espetinho de frutas: Podem ser feitos com qualquer coisa disponível em casa: queijo, doces, legumes, etc. Uva verde, pedaço de pêssego e morango.
Como preparar: Corte em pequenos cubinhos os ingredientes escolhidos. Depois, é só espetar o palito, obedecendo sempre a mesma ordem. Se não come-los de imediato, guarde-os na geladeira

Trabalhando com receitas
Pedir a cada aluno que traga uma receita fácil de ser feita.
Dividir a sala em grupos para se fazer uma análise dirigida das receitas do grupo.
Escolher um aluno para copiar as receitas do grupo em folhas de stencil, para repassar às turmas posteriormente.
Todos os componentes do grupo deverão ler atentamente as receitas, anotando todos os ingredientes necessários.
Modelo:
Receita 1 – Nome________________________________________
Ingredientes: Quantidade Preço

Açúcar 2 xícaras ?

Leite 2 xícaras ?

Ovos 3 unidades ?

Fermento 1 colher de sobremesa ?

Farinha de Trigo 3 xícaras ?
Fazer as outras receitas seguindo o modelo.
Os preços dos ingredientes deverão ser pesquisados pelos alunos em casa, nos jornais, mercearias, supermercados, etc.

Após esta atividade, os alunos deverão calcular o preço total de cada receita.

Pedir a cada grupo que escolha um dos ingredientes para pesquisar sobre sua origem, ilustrar e passar aos demais grupos e assim sucessivamente.

SABER POPULAR

Um assunto da maior importância que se pode introduzir na sala de aula é o Saber Popular, onde as crianças relatarão ou farão pesquisas sobre a sua bagagem de conhecimentos, de sua história, regatando a sua cultura.

Plantas Medicinais


Atividades Propostas:
Ø Pedir aos alunos que relatem os conhecimentos que já têm sobre a medicina caseira.
Ø Pedir que os alunos entrevistem pessoas mais velhas sobre as plantas que curam.
Ø Pedir aos alunos que tragam mudinhas ou sementes para formarem na escola uma “Horta Medicinal”.
Ø Pedir aos alunos que pesquisem e tragam receitas de alimentos típicos da região.
Ø Elaborar com as crianças, um caderno de receitas sobre as plantas pesquisadas.

Obs.:
Ø Ressaltar com os alunos o valor curativo das plantas, sendo um tipo de medicação mais barata e sem efeitos colaterais.
Ø Elaborar um álbum com folhas de plantas medicinais, colocando-se o nome e sua utilidade.
Ø Elaborar um livrinho “Plantas que curam”,com nomes das plantas, sua utilidade, com receitas de chás, xaropes, etc.
Ø Pode-se fazer também pesquisas de comidas típicas das várias regiões brasileiras e até de outros paises.
Ø Elaborar um caderno de receitas com as receitas pesquisadas sempre fazendo a troca entre os alunos.

Atividades Integradas sobre a alimentação

Geografia

Português

Matemática

Ciências
Atividades:
Ø Qual é a comida que você mais gosta?

Ø Conversar e discutir sobre a importância dos alimentos

Ø Origem dos alimentos: animal, vegetal e mineral.

Ø Importância da higiene dos alimentos.

Ø Evitar o desperdício dos alimentos.

Ø Montar um mercadinho com embalagens e rótulos para serem usados em situações matemáticas.

Ø Matemática > sistema de medidas; Fazer um bolo (usar medidas e frações).

Ø Sistema monetário: Pesquisar preços dos ingredientes do bolo.

Ø Pesquisar preços de frutas e verduras da estação.

Ø Elaborar cardápios.

Ø Montar uma feira da alimentação com comidas, bebidas, doces e salgados.

O bolo e as frações

Mariana é uma menina muito prendada nas artes culinárias. Ela gosta muito de fazer bolos. Hoje ela vai fazer 4 bolos para levar de lanche para os colegas de sala. Eles são no total 36 alunos.
Receita do bolo de Mariana



Ingredientes:

03 ovos

01 copo de leite

03 xícaras (chá) de farinha de trigo.

02 colheres de manteiga

01 xícara (chá) de açúcar

½ colher sopa de fermento




1. Cada receita dá para 8 fatias de bolo. Quantas receitas ela deverá fazer para atender aos 36 alunos de sua sala?

2. Calcule a quantidade de ingredientes que ela gastará no total

3. Se cada bolo dá para 8 pessoas, em quantas partes ela deverá parti-lo?

Descubra no caça-palavras abaixo palavras referentes a 10 temperos caseiros.



Utilize este diagrama e invente outro caça – palavras para seu colega resolver.
P I M E N T A

CRA V O X P

GAL H O S F

ORE G A NO

B I C S A L O

SA L S A F H

CE BO L A W

QV ER V A S

V LOU R O K

P ÁPR I C A



(pimenta, cravo, alho, orégano, sal, salsa, cebola, ervas, louro, páprica)

Mural dos alimentos

Tipos de alimentos que possuem maior quantidade de proteínas, gorduras, vitaminas e sais minerais.



Gorduras:



Ø óleos

Ø azeite

Ø toucinho

Ø manteiga

Ø margarina

Ø castanhas

Ø amêndoas

Ø gema de ovo

Ø tutano

Ø coco

Ø chocolates



Sais Minerais:



Ø leite e derivados

Ø verduras

Ø algas marinhas

Ø sal iodado

Ø água potável



Açucares:



Ø Açúcar

Ø Mel

Ø Cereais: milho/ feijão/ trigo

Ø Farinhas: massas/ biscoito/pães

Ø Chocolates

Ø Batata



Vitaminas:



Ø frutas

Ø legumes

Ø gérmen de trigo

Ø cereal integral

Ø fígado

Ø óleo de peixe

Ø verduras



Proteínas:



Ø carnes de todos os tipos: boi/ porco/ coelho/ rã/ frango e peixes

Ø leite : queijos/ co

Atividades:



1. Dividir a turma em grupos para que cada um monte um mural sobre os nutrientes: açucares, sais minerais, proteínas, gorduras, vitaminas.

2. Os alunos deverão fazer uma pesquisa sobre as funções dos nutrientes, enriquecendo-a com gravuras e desenhos para a confecção do mural.

3. Cada aluno deverá fazer um relatório citando o que ele precisa mudar na sua alimentação para torna-la de qualidade e nutritiva.



BRINCADEIRAS

Painel dos Alimentos



Brincando de Adedanha





Material Necessário:

Ø folha mimeografada ou branca

Ø lápis de escrever

Ø borracha

Ø 4 dados comuns



Maneiras de brincar:

Cada aluno terá a sua folha. Um aluno inicia a brincadeira jogando os 4 dados.

Somam-se os números que aparecem e busca-se no alfabeto a letra correspondente. A partir daí, todos os alunos terão que preencher a tabela com a letra sorteada.



Modelo:

Nº de acertos:_____________________________________________________

Nome do aluno:_______________________________________________

Sala: ___________Série_____________

MATE AS CHARADAS

1. Sou vermelha ou verde, muitos gostam de mim, fazem tortas, geléias ou suco. Meu nome só tem 4 letras. Quem sou?

2. Tenho casca espinhenta, mas sou muito saboroso em sucos e sorvetes. Sirvo de sinônimo quando é uma tarefa chata ou complicada de se fazer. Sou um...

3. Sou uma raiz. Os coelhos me adoram e minha cor é alaranjada. Quem sou?

4. Sou verdinho, meu nome é utilizado para elogiar moças bonitas. Quem sou?

5. Sou o aumentativo de pimenta, posso ser da cor verde, vermelha ou amarela. Sou o ...

6. Sou verde, pequeno e azedo mas quando me encontro com a água e o açúcar me torno muito refrescante. Quem sou eu?

7. Posso ser Rubi, Itália, Roxinha mas quando estou seca me chamam de passa.Quem sou eu?

8. Fico uma delicia frita com hambúrguer, mas posso virar purê, cozida ou assada. Eu sou a ...

9. Vivo com muita baba, por isso muitos não gostam de mim. Quem sou eu?

10. No dia das bruxas, as pessoas me enfeitam, furam e colocam de noite uma vela dentro. Quem sou eu?

RESPOSTAS

1. maçã

2. abacaxi

3. cenoura

4. chuchu

5. pimentão

6. limão

7. uva

8. batata

9. quiabo

10. abóbora.



Produção de texto

Katita a bruxinha boa



Katita mais parecia fada do que bruxa de tão boa que era.

Morava no alto de um morro, num castelo enorme, quase pertinho do céu.

Quando se cansava de brincar com seu irmãozinho Lukita, sentava numa almofada de nuvem e ficava observando lá de cima o que acontecia cá embaixo.

Certo dia, o vento soprou tão forte que a nuvem onde estava sentada foi parar bem dentro da cozinha da bruxa Elisa Lu.

Elisa Lu era uma bruxa temperamental. Às vezes estava de bom humor, às vezes de muito mal-humor.

Justamente naquele dia, de muito mal-humor, Elisa Lu preparava uma poção mágica para espalhar sobre a terra. Queria que todos ficassem como ela, mal humorada. Que horror!

Katita muito esperta ficou escondida debaixo da mesa onde estava o livro de receitas e com sua varinha de meia bruxa, meio fada, transformou a receita de Elisa Lu num delicioso bolo de energia e luz.



RECEITA

Esta é a receita:



Ingredientes:

250 gramas de raios de sol

250 gramas de raios de luar

3 estrelas bem iluminadas

100 gramas de pó de ouro do arco-íris

2 colheres de bem cheias de nuvem branquinha

1 pitada de fermento de relâmpago.



Modo de fazer:

Misture bem os raios de sol com os raios de luar. Acrescente as estrelas uma a uma e vá salpicando o pó de ouro.A nuvem e o fermento coloque por ultimo.

Ponha tudo numa forma de coração e exponha ao sol para dourar.
Atividade: Cada aluno deverá fazer uma receita maluca baseada no texto acima.

Entrevistando a cantineira

1. Prepare as perguntas em sala de aula coletivamente.

2. Marque um horário com a cantineira para fazer a entrevista.

3. Elabore um cartão de agradecimento para a cantineira, valorizando o seu serviço e agradecendo a atenção.

4. Com os dados obtidos, monte um cardápio semanal para a merenda da escola.

5. Organize um quadro com os valores nutritivos dos alimentos do cardápio escolar. ( peça ajuda à supervisora da merenda)

DRAMATIZAÇÃO

As frutas e Legumes



Eu sou a Laranja

Meu caldo faz bem,

É doce e gostoso

E vitaminas contém!



Eu sou a Banana

E bem madurinha

A todos agrado,

Pois sou gostosinha!



Eu sou a Maçã

Vermelha e cheirosa

Minha casca tem ferro

E a polpa é gostosa!



Eu sou a Uvinha

Num cacho aninhada

Rosada ou branquinha,

Sou muito apreciada!



Eu sou o Alface

Tão fresca e verdinha,

Trazendo saúde

Em cada folhinha!



Eu sou o Milho

Bem verde e dourado

Assim que apareço

Já sou procurado!

Eu sou a Batata

Sou bem gorduchina

Sou deliciosa

Cozida ou fritinha!



Sugestões: Fazer fantoches com verduras, frutas e legumes para usar na dramatização.

INDICE - maternal volume 1

Atendendo à pedidos, segue o indice de atividades do material maternal volume 1 com 500 atividades, comercializado em cd.
Em outra ocasião seguirei com a postagem de indices:

PROJETO - amados animais


Projeto: AMADOS ANIMAIS

Tema: Os animais

Disciplinas: Português, Matemática, História e Geografia, Ciências , Ed. Artística e Literatura Infantil

Duração: 1 SEMESTRE -

Temas Transversais:Ética, Cidadania , Meio Ambiente, Natureza e Sociedade

Série: terceiro ano

Professoras:

Escola:

Apresentação do projeto:

Este projeto visa estabelecer classificações em relação com os interesses expressados pelo grupo.
A princípio serão trabalhados os animais que forem do interesse do grupo, que se destacaram na roda de conversa.
A partir daí todo o trabalho se encaminhará em várias direções que despertarão os conteúdos a serem trabalhados.
Juntamente aos tópicos direcionados a Ciências Naturais estarão também presentes as fábulas na área de Literatura Infantil. Onde as crianças invadirão o mundo da fantasia e de questões morais encontradas nas diversas fábulas escolhidas pelo grupo.
Assim, cabe lembrar que os temas transversais serão discutidos e estarão sempre presentes nos assuntos predominantes.

Justificativa:
O tema do projeto desperta o interesse natural das crianças desta faixa etária que , em geral, contam com várias informações relativas a ele.
A leitura compartilhada estará voltada para animais e contará com diferentes textos, de autores variados e em gêneros diferenciados o que facilitará o acesso às informações relativas ao tema.
A proposta do assunto animais é de uma possível justificativa, pois, os animais têm uma importante presença em seu mundo cotidiano( desenhos animados, histórias, jogos) e além disso, possuem um importante caráter de identificação de suas vivências pessoais e sociais.
Este estudo facilitará a correlação entre diversos animais e destes com seu ambiente que serão aprofundadas e ampliadas em vários estudos.


Objetivos:

• Definir de diversos animais suas principais características;

• Diferenciar vertebrados e invertebrados;

• Conhecer os diversos animais apontando para sua diversidade(locais onde vivem, sua alimentação, seus hábitos e outras peculiaridades relativas a cada espécie);

• Correlacionar todo o estudo com o desenvolvimento do processo de alfabetização.


Conceitos:

• Comparar diversos tipos de animais através da observação;

• Refletir sobre as características individuais de cada animal e risco de extinção;

• Identificar as características específicas de cada grupo de animais;

• Saber identificar: vertebrados e invertebrados, domésticos e selvagens, úteis e nocivos, aquáticos , terrestres e aéreos, reprodução e habitat dos animais.

Procedimentos:

• Pesquisar a história de cada animal do interesse do grupo;

• Coletar dados por meio de pesquisas e observações;

• Usar diferentes fontes de informação e relacioná-las;

• Selecionar alguns tipos de animais para pesquisa;

• Classificar animais;

• Desenvolver atividades lúdicas;

• Desenvolver atividades matemáticas;

• Montar jogos, tabelas e gráficos;

• Elaborar cartazes, álbuns, painéis, bonecos;

• Estabelecer ordem crescente e decrescente;

• Comparar pesos e medidas;

• Formular questões pertinentes que apontem para a caracterização de determinado animal;

• Selecionar informações relativas a aspecto de pesquisa;

• Registrar o assunto organizadamente de diferentes maneiras;

• Assistir a uma peça teatral;

• Associar escrita de nomes , letras e textos;

• Contar histórias para o grupo mostrando gravuras de determinados animais;

• Se possível, Visitar um Zoológico e Fazendinha dos Bichos;

Atitudes:

• Preocupar-se com a preservação da natureza;

• Interessar-se pelo estudo buscando novas informações relacionadas ao tema;

• Socializar as informações que os alunos possuem sobre o tema;

• Classificar diferentes animais pelas suas características(Diferenças e semelhanças);

• Construir um espírito de cidadão preocupado com o risco de extinção de algumas espécies de animais;

• Organizar- se de forma coerente os pensamentos em relação ao habitat de cada animal;

• Reconhecer o alimento necessário ou preferido de vários animais;

• Identificar como vivem os animais.

Conteúdos relacionados ao projeto:

Português (linguagem oral e escrita)

Nomes

Letras iniciais de várias nomenclaturas

Reescrita coletiva(textos, filmes, histórias)

Escrita espontânea

Conversas, diálogos, expressão de sentimentos, imitações, rimas

Observação e manuseio de livros

Histórias

Situações do cotidiano que envolvam leitura e escrita;

As letras, o alfabeto

Formação de palavras , frase e pequenos textos

Números de letras e sílabas

Ordem alfabética

Interpretação de textos

Letras maiúsculas e minúsculas

Substantivo próprio e comum

Reescrita de textos e músicas

Rimas

Leitura

Observação e relatórios;

Cruzadinha;

Caça- palavras;

Produção de texto;

Dinâmicas de grupo;

Pesquisas;

Leituras informativas;

Músicas;

Poesias;

Listagens;

Leituras diversas;

Fábulas, contos, histórias;

Adivinhações.

Ditado diagnóstico;



Matemática

Quantidades

Cores

Texturas

Espessuras

Tamanho

Altura e comprimento

Peso

Temperatura

Orientação

Conjunto

Formas geométricas;

Espessura e largura

Orientação espaço- tempo

Distância

Numerais associados a quantidade

Numerais( leitura e escrita)

Interpretação de gráficos ou tabelas

Adição

Subtração

Formas geométricas

Situações problemas

Ordem crescente, decrescente

Sucessor e antecessor

Maior e menor

Painéis, tabelas e gráficos;

Uso do tangran



Ciências Naturais e os temas transversais(natureza e sociedade, meio ambiente, ética e cidadania.

Moradia(habitat)

Órgãos do sentido

Alimentação

Conservação

A proteção da fauna

Animais em extinção

Partes do corpo

O dia e a noite

Diferenças entre os animais selvagens e domésticos

A família e os bichos de estimação

Locomoção dos animais

Classificação dos animais: Reptéis, Anfíbios, mamíferos, aves , peixes e insetos.

Espécies extintas

Metamorfose

Grupos sociais





Atividades:

Jogos diversos;

Quebra - cabeça;

Calendários;

Seqüência de figuras;

Desenhos dirigidos e espontâneos;

Recorte e colagem;

Dobraduras(origami);

Máscaras, fantoches e dedoches;

Móbiles;

Liga pontos;

Pinturas;

Dramatizações;

Mímicas;



Material didático/ recursos:

• Livros didáticos e paradidáticos;

• CDs/ som

• Televisão/filmes

• Sucatas

• Papéis diversos

• Folhas xerocadas

• Tintas e pincéis

• Lápis coloridos e giz de cera

• Hidrocor

• Máquina fotográfica

• Painéis

• Vídeo

• Revista/ jornais

• Livros de literatura infantil

• Cola

• Tesoura

• Fichas, figuras

Eventos relacionados ao projeto:



¨ Teatro: Peça da Dona Baratinha

-Exposições

¨ Maquetes

¨ Álbum

¨ Livros confeccionados na escola



Apresentações de :

¨ Peças Teatrais

¨ Dedoches

¨ Fantoches

¨ Contando histórias

¨ Músicas

¨ Fotos



Instrumentos de Avaliação:



Os projetos transformam a avaliação em um processo contínuo à realidade cotidiana da sala de aula.

Considera- se alguns instrumentos de avaliação:

Observação do comportamento do educando: hábitos de trabalhos, relacionamento com os amigos e professores, cumprimento das tarefas escolares, atitudes positivas ou negativas com relação aos trabalhos escolares, capacidade de cooperação, aproveitamento de tempo;

Trabalhos escritos ou de outra natureza qualquer produzidos espontaneamente;

Produtos de estudo ou de tarefas com relação as diversas situações escolares;

Dados registrados com referência diretas com o aluno ou em grupo.





HISTOria - Descobrindo o Brasil

MATEMÁTICA - complete as tabuadas

MATEMÁTICA - pintando as tabuadas

MATEMÁTICA - tabuada