Voltando às aulas

Voltando às aulas

Atualizações- Discos Virtuais

DV LIBRAS - 9 paginas sobre cadeia alimentar já disponível para download.

Matemática- calendários para março

Abaixo, prontos para impressão, dois calendarios para o mes de março deste ano:
O calendario de aluno, que esta em documento de word, configuração meia folha (ou seja, em um sulfite você imprime o calendario para dois alunos)
e em seguida, o calendario de parede: que está em documento de word configuraçao folha inteira, e você pode ampliar usando as configuraçoes de impressão de cartaz ou poster que explicamos numa postagem ainda essa semana.
Baixe ambos no link ao final da postagem:


Projeto Circo


OBJETIVO GERAL: Que as crianças interajam e expressem desejos, necessidades e sentimentos por meio da linguagem oral, contando suas vivências e familiarizando-se, aos poucos, com a escrita por meio da participação em situações nas quais ela se faz necessária.

OBJETIVO DO PROJETO: Possibilitar o trabalho de desenvolvimento da Língua Oral e Escrita com noções presentes no cotidiano das crianças, bem como levá-las a descobrir suas próprias estratégias desenvolvendo sua auto-confiança ao lidar com conceitos matemáticos.

JUSTIFICATIVA: A Educação Infantil, ao promover experiências significativas de aprendizagem da língua, por meio de um trabalho com a linguagem oral e escrita, se constitui em um dos espaços de ampliação das capacidades de comunicação e expressão e de acesso ao mundo letrado pelas crianças. Essa ampliação está relacionada ao desenvolvimento gradativo das capacidades associadas às quatro competências lingüísticas básicas: falar, escutar, ler e escrever.

Resolvemos aliar o desenvolvimento dessas competências ao projeto sobre o circo para que as crianças resgatem um pouco da história desse mundo tão mágico de forma que aprendam através da ludicidade gerando prazer pelas novas conquistas adquiridas.

OBJETIVO CONCEITUAL

Conhecer a história do circo;

Conhecer o circo e suas atribuições;

Identificar personagens do circo e suas atrações;

Conhecer a função de cada personagem do circo;

Analisar os animais que trabalham no circo, o que comem, como vivem, como aprendem, etc;

Conhecer a linguagem usada no circo;

Analisar as técnicas aéreas usadas no circo;

Saber como vivem as crianças que moram no circo;

Analisar as cenas de circo.

OBJETIVO PROCEDIMENTAL

Representar papéis referentes aos personagens do circo;

Dramatizar movimentos dos personagens do circo;

Imitar animais circenses;

Realizar exercícios do módulo sobre o circo;

Resolver situações matemáticas envolvendo os personagens do circo;

Participar de brincadeiras relativas ao circo;

Cantar músicas de circo;

Participar de trabalhos de movimento corporal, imitando personagens circenses;

Fazer desenhos que representem o circo;

Analisar e apreciar cenas de circo;

Confeccionar um livro coletivo sobre o projeto;

Realizar leituras e pesquisas sobre o tema em questão.

OBJETIVO ATITUDINAL

Valorizar o circo como uma grande expressão cultural;

Respeitar o trabalho dos personagens do circo;

Respeitar os animais que fazem parte do circo;

Saber trabalhar em grupo;

Saber ouvir e esperar a sua vez para falar;

Respeitar a construção e hipóteses do outro;

ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS

Apresentação do projeto;

Checar conhecimento prévio/ avaliação diagnóstica;

Relatar experiências que vivenciaram no circo;

Leitura da história “Um dia no circo”;

Fazer a pseudoleitura do texto “O circo chegou”

Criar desenhos para o livro coletivo;

Listar os personagens que podemos encontrar no circo;

Criar ingresso para o circo apreciando o dos colegas

Pintar as cadeiras do circo

Descrever o papel do Mestre de Cerimônias

Pseudoleitura do texto e análise de como o equilibrista anda na corda bamba

Resolver problemas envolvendo o malabarista e suas garrafinhas

Acompanhar com o dedinho o texto “O Elefante” e “O Leão de Circo”, analisando porque o homem tira os animais do seu habitat para trabalhar no circo;

Assistir ao filme “Dumbo”;

Participar de brincadeiras de palhaço

Oficina de sucata: Confecção de um palhacinho;

Pseudoleitura do texto “O Circo Partiu”

Jogo da memória com figuras circenses;

Produção de quadro pro Vernissage;

Desenhar e apreciar cenas de circo.


CULMINÂNCIA : Apresentação realizada para a comunidade escolar.

Alfabetização- os níveis de aprendizagem

OS NÍVEIS DA ALFABETIZAÇÃO




PRIMEIRO NÍVEL → PRÉ-SILÁBICO I

NESSE NÍVEL O ALUNO PENSA QUE SE ESCREVE COM DESENHOS. AS LETRAS NÃO QUEREM DIZER NADA PARA ELE. A PROFESSORA PEDE QUE ELE ESCREVA “BOLA”, POR EXEMPLO, E ELE DESENHA UMA BOLA. A PROFESSORA PEDE QUE ELE ESCREVA “CACHORRO” E ELE DESENHA UM CACHORRO.

SEGUNDO NÍVEL → PRÉ-SILÁBICO II


O ALUNO JÁ SABE QUE NÃO SE ESCREVE COM DESENHOS. ELE JÁ USA LETRAS OU, SE NÃO CONHECE NENHUMA, USA ALGUM TIPO DE SINAL OU RABISCO QUE LEMBRE LETRAS.

NESSE NÍVEL O ALUNO AINDA NEM DESCONFIA QUE AS LETRAS POSSAM TER QUALQUER RELAÇÃO COM OS SONS DA FALA. ELE SÓ SABE QUE SE ESCREVE COM SÍMBOLOS, MAS NÃO RELACIONA ESSES SÍMBOLOS COM A LÍNGUA ORAL. ACHA QUE COISAS GRANDES DEVEM TER NOMES COM MUITAS LETRAS E COISAS PEQUENAS DEVEM TER NOMES COM POUCAS LETRAS. ACREDITA QUE PARA QUE UMA ESCRITA POSSA SER LIDA DEVE TER PELO MENOS TRÊS SÍMBOLOS. CASO CONTRÁRIO, PARA ELE, “NÃO É PALAVRA, É PURA LETRA”.



TERCEIRO NÍVEL → SILÁBICO

O ALUNO DESCOBRIU QUE AS LETRAS REPRESENTAM OS SONS DA FALA, MAS PENSA QUE CADA LETRA É UMA SÍLABA ORAL. SE ALGUÉM LHE PERGUNTA QUANTAS LETRAS É PRECISO PARA ESCREVER “CABEÇA”, POR EXEMPLO, ELE REPETE A PALAVRA PARA SI MESMO, DEVAGAR, CONTANDO AS SÍLABAS ORAIS E RESPONDE: TRÊS, UMA PARA “CA”, UMA PARA “BE” E UMA PARA “ÇA”



QUARTO NÍVEL → ALFABÉTICO

O ALUNO COMPREENDEU COMO SE ESCREVE USANDO AS LETRAS DO ALFABETO. DESCOBRIU QUE CADA LETRA REPRESENTA UM SOM DA FALA E QUE É PRECISO JUNTÁ-LAS DE UM JEITO QUE FORMEM SÍLABAS DE PALAVRAS DE NOSSA LÍNGUA.















TRABALHANDO COM LETRAS, PALAVRAS E TEXTOS



No trabalho em classes de alfabetização não existe uma ordem fixa em que as coisas têm de ser feitas. Os alunos não aprendem aos pedaços, um item depois do outro, do mais fácil para o mais difícil. Pelo contrário, eles aprendem fazendo muitas relações entre tudo o que faz parte do que chamamos de campo conceitual da alfabetização. O que vem a ser isso? É um conjunto de situações que dão sentido aos atos de escrever e ler. Por isso eles aprendem escrevendo e lendo. Para que isso aconteça, o professor deve propor diariamente atividades que envolvam letras, palavras e textos. Não pode se enganar achando que se está trabalhando com textos já está naturalmente trabalhando com palavras e letras.

Durante o processo de alfabetização o professor competente em criar situações didáticas que permitam aos seus alunos pensar sobre a escrita deve estar atento às especificidades do trabalho com letras, com palavras e com textos. Seus objetivos para os três não são os mesmos e todos são igualmente importantes.



PARA O ALUNO PRÉ-SILÁBICO

 Associar palavras e objetos;

 Memorizar palavras globalmente;

 Analisar palavras quanto ao número de letras, inicial e final;

 Distinguir letras e números;

 Reconhecer as letras do alfabeto (cursiva e bastão);

 Familiarizar-se com os aspectos sonoros das letras através das iniciais de palavras significativas;

 Relacionar discurso oral e texto escrito;

 Distinguir imagem de escrita;

 Observar a orientação espacial dos textos;

 Produzir textos pré-silabicamente;

 Ouvir e compreender histórias;

 Identificar letras e palavras em textos de conteúdo conhecido.





PARA O ALUNO SILÁBICO

 Reconhecer a primeira letra das palavras no contexto da sílaba inicial;

 Comparar palavras memorizadas globalmente com a hipótese silábica;

 Contar o número de letra das palavras;

 Desmembrar oralmente as palavras em suas sílabas;

 Reconhecer o som das letras pela análise da primeira sílaba das palavras;

 Reconhecer a forma e as posições dos dois tipos de letras: cursiva e maiúscula;

 Identificar palavras em textos de conteúdo conhecido (qualquer tipo de palavra);

 Produzir textos silabicamente;

 Ouvir e compreender histórias;

 Completar palavras com as letras que faltam (observando que o número de letras presentes exceda sempre o número de sílabas da palavra).





PARA O ALUNO ALFABÉTICO

 Compor palavras com sílabas;

 Decompor palavras em suas sílabas;

 Produzir textos alfabeticamente;

 Ler textos de seu nível;

 Completar palavras com as sílabas que faltam;

 Observar a segmentação entre as palavras no texto;

 Observar os sinais de pontuação;

 Ouvir e compreender histórias;

 Completar textos com palavras;

 Construir frases com palavras dadas.

Informática- localizando arquivos no seu computador

Já falamos em postagens anteriores sobre a organização no computador.
para quem não viu, vale a pena dar uma olhadinha (está no topico Informatica para professores).

Ela é necessária para que você encontre com mais facilidade as coisas ou arquivos que armazena.
Porque ao contrário das gavetas do seu guarda-roupa, onde você pode ver o que está procurando,
muitas vezes você pode ter e não encontrar algum arquivo que está precisando para amanhã.
´Para ajudar você naquela hora que você mais precisa, o seu computador tem um recurso de pesquisa, e é bem importante que você aprenda a usá-lo. Isso facilitará muito sua vida!

LOCALIZANDO ARQUIVOS NO SEU COMPUTADOR.
1.Clique no botão iniciar e na tela abaixo clique em pesquisar:

2.Veja a tela que aparece:

3. Do lado esquerdo há opções para refinar sua busca.
Lembra aquele cartaz do dia do circo que você não sabe em que pasta colocou?
Com o localizador, você pode encontrá-lo facilmente.
Que tipo de arquivo ele é?
É um arquivo de imagem? Tipo esses escaneados? Se for, clique em imagens,musica ou video.
É um documento de word, ou do excel? então clique em documentos.
É um arquivo que você não se lembra?
Então clique em todos os arquivos.
O arquivo que vamos procurar para demonstrar aqui é um documento de word, por isso clicamos em documentos.
Veja a tela que apareceu:

Esa tela há a pergunta: quando ele foi modificado? por exemplo, se era um documento que voce abriu e mudou alguma coisa na semana passada, você pode utilizar essas configurações para facilitar. Ou então deixar selecionado a opção Não me lembro.
Como nosso arquivo é sobre o circo, vamos escrever uma palavra chave apenas: circo e vou clicar em pesquisar.

Procurando no meu computador olha quantas atividades eu tinha guardada sobre o assunto:

Aí é só clicar em cima de cada uma para abrir e ver qual vou querer para imprimir e usar.
Viu como é fácil?!!!!O computador pode facilitar e muuuuito a vida da gente!!!!!

Você também pode fazer esse mesmo processo para encontrar arquivos em nossos cd's arquivos do blog volume 1 e 2.

LOCALIZANDO ARQUIVOS NO CD:
1.Abra a tela de pesquisa da mesma forma, clique em documentos da mesma forma, digite o nome do assunto da mesma forma, ao inves de clicar em pesquisar, selecione antes as opções avançadas de pesquisa,que permite que você selecione um local especifico para procurar. Você pode procurar só nos seus documentos, ou no cd, ou num outro HD que esteja em seu computador, enfim, se você não usa essa opção o programa vai pesquisar em todas as pastas do seu computador. veja:

Aqui no diretorio D está o cd arquivos do blog. Então eu vou fazer uma pesquisa para descobrir se no cd tem alguma coisa sobre projetos por exemplo. Eu escrevo projeto no campo e seleciono o diretorio onde está o cd que pode ser D ou E dependendo do que tem no seu computador.
Como no cd os arquivos são documentos de word, nomeados, você tem a possibilidade de estar fazendo essas buscas quando quer encontrar algo,sem ter que ficar abrindo pasta por pasta e nem olhando nomes de arquivo por arquivo.
Veja, cliquei em pesquisar e o computador já achou para mim:

Agora é só clicar em cima do que quer abrir e ver.
Bem mais fácil do que pesquisar um por um ou abrir o cd e ficar olhando.
Você pode repetir esse processo com qualquer cd que tenha documentos nomeados: tanto em word, excel, adobe. Infelizmente esse processo não é útil para aquela pasta de escaneados que estão apenas em arquivos de imagem.

Use o computador como um recurso facilitador no seu dia-a-dia e nas suas rotinas...
E o banco de atividades, te ensina alguns segredinhos que você não aprende nos cursos de informática, mas que facilitarão em muito sua vida!!!!!

Jogo - passeio dos bichinhos da Páscoa

Imprime-se a página e decalca-se as figuras em papéis cartão de quatro cores diferentes, faz-se tantas jogos quantos forem os alunos da classe. Recortam-se as figuras.



Distribui-se os recortes um para cada criança pedindo que ela coloque-o no seu bolso ou em outro lugar que não fique visível para o seu companheiro.






Desenrolar: O professor fará as solicitações e as crianças deverão se agrupar conforme os cartões que possuírem, por exemplo:


Peço que venham até aqui todos os coelhos de mãos dadas. Todas as crianças que possuírem os cartões de coelhos deverão correr até o coordenador do jogo.


Cada criança que acertar ganhará um ponto que poderá ser representado por uma bala, uma continha de colar, um macarrão pintado, um ovinho de chocolate, etc.


Outro exemplo:


Peço que venha até aqui todos os animais vermelhos! (deverão correr os coelhos, os pintinhos e os carneiros, mas não os ovos)


Pode-se fazer, também de forma competitiva:


Quero ver quem chega primeiro: os coelhos verdes ou os pintinhos azuis! Neste caso o coordenador do jogo deverá saber quantos jogadores tem de cada espécie a fim de poder verificar quem chegou primeiro de forma completa.

Educação Infantil - Projeto Páscoa


ÁREA: Natureza e sociedade

TEMPO: 2 semanas


1 - APRESENTAÇÃO:


O presente projeto, pretende através da realização de uma série de atividades, colocar as crianças em contato, com uma das tradições brasileira, que é a Páscoa, mostrando o verdadeiro significado, sentido espiritual e não o comercial.

2 - JUSTIFICATIVA: Proporcionar as crianças o entendimento (o vivenciar) o significado da Páscoa.


3 - PRODUÇÃO FINAL:


• EXPOSIÇÃO DOS TRABALHOS DAS TURMAS.


• MOVIMENTO SOCIAL (APRESENTAÇÃO DAS TURMAS)



4 - OBJETIVOS TERMINAIS:


• Entender o significado da Páscoa;


• Diferenciar o sentido espiritual do comercial;


• Propor as boas ações, a solidariedade.


5 - CONTEÚDOS


1. Conceituais:


§ Conhecer a origem da Páscoa.


§ Perceber que é muito bom realizar boas ações, e que isto nos faz sermos pessoas melhores.


2. Procedimentais:


§ Dramatização;


§ Confecção de bombons (trabalhar a receita);


§ Memorização de quadrinhas, coro falado, etc.


§ Cantar músicas referentes ao tema;


§ Elaborar textos referentes ao tema;


§ Pesquisas;


§ Sucatas;


§ Confecção de cartazes;


§ Recorte e colagem;


§ dobraduras


3. Atitudinais:


§ Participação nas atividades propostas;


§ Crítico diante do comércio que envolve a Páscoa;


§ Conscientização da importância do significado da Páscoa em nossa vida.


§ Adquirir o ato das boas ações de forma espontânea e rotineira.






6 - ETAPAS PREVISTAS:


LINGUAGEM ORAL E ESCRITA:


§ Levantamento do conhecimento da criança sobre o tema:


§ Produção de Textos coletivos;


§ Conversas informais;


§ Leitura de quadrinhas, poesias;


§ Escrita espontânea;


§ Leitura de história sobre o tema;


§ Coro-falado.


MATEMÁTICA:


§ Cores;


§ Estatísticas;


§ Problemas;


§ Correspondência.






ARTES VISUAIS


• Modelagem


• Desenho e pintura


• Molde vazado


• Recorte e colagem


• Dobradura






MÚSICA:






§ Roda cantada


§ Música referente ao tema


§ Banda






MOVIMENTO:


• Dança;


• Pequenos jogos;



Ciências - a água

Texto sobre a água que pode ser impresso para os alunos ou passado no quadro-negro para cópia no caderno.

Recreação- jogos em equipe para Páscoa

Corrida de nariz:
Preparação: Divide-se o grupo em times que contenham quatro a cinco crianças cada um. Coloca-se as crianças de cada time em fileira atrás de uma linha de partida. Na frente de cada time deverá haver um ovinho de chocolate para cada criança e distante cerca de 4m um círculo de giz de cerca de 50 cm de diâmeto.



Desenrolar: Iniciando o jogo o primeiro aluno de cada fileira sai e deverá mover um dos ovinhos até o interior do círculo tocando-o com o nariz. Vence a equipe que terminar primeiro com todos os seus ovinhos no interior do círculo.


 
Caçada de ovos
Preparação: Pinta-se 15 ovos comuns de várias cores, apenas de um lado (com guache será mais apropriado pois ficará mais vivo). E esconde-se em diversos lugares com a face pintada virada para baixo.



Desenrolar: As crianças terão quinze minutos para procurar os ovos sem tirá-los do lugar. Nesta fase trabalharão individualmente. Após isso, dá-se papel e caneta e forma-se equipes de quatro a cinco alunos. Os grupos terão quinze minutos para enumerar onde estava cada ovo e de que cor ele era. Terminada isso o orientador caminhará com as crianças com estas indicando onde cada um dos ovos se encontra, em cada caso se observará de que cor é o ovo e a equipe que acertou a localização e a cor ganhará um ponto. Vence a quem fizer mais pontos.


 
Os ovos do vizinho:
Preparação: Divide-se as crianças em dois time. Delimita-se o campo e traça-se uma linha ao meio. Cada equipe ocupará um dos lados. No centro de cada campo desenha-se um círculo de cerca de 1 m de diâmetro e dentro coloca-se quatro ovos para cada time (4 ovos é uma boa medida para 10 a 12 jogadores, existindo mais eles deverão se proporcionalmente aumentados).



Desenrolar: As crianças deverão ir até o campo do adversário e lá pegar os ovos para colocá-los no círculo do seu campo. Os ovos deverão ser transportados um de cada vez. Quando um dos jogadores que estiver transportando um ovo for tocado por um adversário ele deverá ficar parado no local até que seja "libertado" pelo toque de um companheiro de seu time.
Quando um jogador estiver dentro do círculo seja de que campo for ele não poderá ser tocado.



Vence quem conseguir transportar os seus ovos primeiro.


 
Onde está o coelhinho
Preparação: Este jogo é ideal para o início do dia quando as crianças chegam separadaemnte.



Coloca-se um coelhinho bem pequeno em um lugar discreto, mas visível.


Desenrolar:A medida que as crianças vão chegando no ambiente pede-se individualmente que procurem o coelhinho.


Cada uma deverá sair na busca mas quando achar o coelhinho não deverá dar mostras disso, deverá discretamente sair e contar para o animador do jogo que o encontrou. Procede-se desta forma até que todos tenham encontrado o coelhinho.


Hop, hop coelhinho
Preparação: As crianças ficam em círculo e um dos jogadores é escolhido para iniciar o jogo.



Desenrolar: O jogador escolhido andará em volta do círculo batendo nas costa de cada um dos seus componentes dizendo à cada batida a palavra "hop". Irá proseguindo assim até que escolherá um jogador e quando bater nas suas costas ele dirá a palavra "coelhinho". Neste momento ele sai correndo e o jogador escolhido sai correndo atrás dele. O primeiro jogador estará a salvo se conseguir alcançar o lugar ocupado pelo seu perseguidor antes que este bata nas suas costas dizendo a palavra "hop" . Se isto acontecer o perseguidor começará novamente o jogo girando em torno do círculo e batendo nas costas de cada elemento dizendo a palavra "hop". Caso o perseguidor consiga "pegar" o outro ele voltará ao seu lugar e a criança "pega" repetirá novamente as açôes para nova rodada do jogo.. Hop, hop coelhinho





Alfabetização- trabalhando com a vogal E

Iniciando o trabalho com a letra E

Dessa vez vamos pular a atividade de discriminação visual da posição da letra E, até porque essa letra em várias posições vai confundir a cabeça dos alunos.
Comece o ensino dessa letra, dizendo aos alunos que eles vão começar a trabalhar com uma letra nova, e pergunte à eles se sabem que letra é essa. Estimule a curiosidade, ouça respostas, anote as letras sugeridas no quadro-negro, faça pequenas apostas, peça para que levante a mão àquele que acha que é uma ou outra letra. E vá aumentando o suspense. Em seguida comece a traçar a letra no quadro, em partes até que termine de traça-la toda:

Escreva no ar a letra e peça para que os alunos repitam os movimentos.
Identifique oralmente junto com os alunos se existem objetos na sala de aula que comecem com a letra E.
Peça para que os alunos pensem em nomes de animais que começam com a letra E e escreva no quadro-negro, em seguida realize a leitura e peça para que eles repitam.
Pergunte a eles se existem colegas na sala de aula cujos nomes comecem com essa letra, em caso positivo, escreva esses nomes no quadro-negro.
Em seguida, utilize o quadro-negro para realizar a atividade a seguir:
.Escreva várias palavras que comecem apenas com as letras A e E.
.Realize a leitura dessas palavras junto com os alunos (você lê e eles repetem).
.Chame um por um para identificar palavras com círculos, ora iniciando com uma letra, ora com outra. Bata palmas e peça para que os alunos também batam em caso de acertos, auxilie os alunos que não conseguirem mostrando que eles também podem aprender, e não deixe que haja risadas e que os alunos sejam solidários com o colega que não sabe.
.Caso queira você pode utilizar a lista de palavras abaixo, escrevendo no quadro aleatoriamente sem utilizar linhas definidas ou espaços pré-determinados, utilize o quadro todo, faça letras grandes, se tiver giz colorido, utilize várias cores, para estimular a discriminação visual de seu aluno!
Ressalte a história que a letra inicial é o som inicial, fale em voz alta para que os alunos percebam a diferença. Isso vai ser muito importante quando o aluno começar a escrever!



O treino ou o ato de escrever letras também é importante, mas nesse momento da alfabetização é inútil fazer os alunos copiarem uma infinidade de coisas sem sentido para eles do quadro-negro ou de qualquer lugar que seja. Porém é importante que o aluno aprenda a traçar cada letra e isso ele só vai aprender fazendo, por isso, oriente a realização da atividade abaixo para que seja feita com muita atenção e capricho:

Primeiro peça para que o aluno passe o lápis fazendo os traços sobre as letras que estão no papel e depois oriente para que façam sozinhos ( ou pelo menos tentem fazer) exatamente embaixo das letras da folha.



Este tipo de atividade simples possui vários objetivos entre eles o treino da coordenação motora fina, muito importante no desenvolvimento da escrita de seu aluno.


Faça a leitura do texto abaixo para orientar a realização da atividade abaixo:

Oriente seus alunos na realização dessa atividade. É até interessante que você vá realizando-a no quadro-negro junto com eles. Não se esqueça que neste momento você precisa primeiro ensinar para depois cobrar o aprendizado!

Vamos novamente começar a trabalhar com imagens, a prática mais comum na alfabetização. Oriente seus alunos na realização desta atividade, peça a eles para que falem em voz alta o nome de cada figura para identificar a letra inicial:


O trabalho com figuras é super importante na alfabetização, pois vai ampliando o vocabulário escrito e falado da criança que muitas vezes não tem uma forma de expressão razoável devido ao meio em que vive, à família, as condições sociais, etc. A escola visa inserir a criança à linguagem formal e culta e nesta primeira etapa de seu aprendizado, as figuras primeiro trabalham com a abstração, fazendo com que a criança remeta a imagem à sua fonte original: o objeto real e em seguida, fazendo com que aplique as regras ortográficas e gramaticais aprendidas para se comunicar e expressar seus pensamentos.



Sempre que trabalhar atividades que contenham figuras, é importante fazer um trabalho oral com perguntas simples que levem o aluno a pensar sobre o objeto real. Isso pode ser trabalhado quando você pedir para que os alunos realizem a pintura utilizando as cores originais das figuras ou as mais aproximadas possíveis. Nas primeiras atividades assim, você poderá notar mesmo que entre os alunos o questionamento sobre a cor desta ou daquela figura.


Vamos continuar a realizar atividades:

Vá utilizando todas as oportunidades para discutir com seus alunos a letra inicial das figuras, assim, mais rapidamente eles irão adquirir esses conceitos e o trabalho gradativamente irá se tornando mais fácil para você e mais proveitoso para os alunos.



As atividades de recorte e colagem nem sempre serão bem vindas para todos os alunos, principalmente os que possuem maior dificuldade para aprender, mas é super importante, pois fará com que ele remeta seus conceitos e seus aprendizados comparando e localizando as letras pedidas pela professora. Os espaços sempre serão consideráveis, pois sempre haverá crianças rápidas e que encontrarão uma grande quantidade de letras num tempo muito curto, enquanto outras encontrarão com muita dificuldade duas ou três unidades. Caberá a você depois delimitar quantas letras as crianças mais fracas deverão encontrar para completar a atividade, mas será impossível que você exija de todos um número considerável. Vá observando o trabalho, cobre para que não haja muita distração e encerre a atividade quando achar que o número está suficiente.

O nome dos colegas deve ter as letras pedidas independente de sua posição na palavra e deverá ser identificada com círculo e depois pintura se você quiser aproveitar a oportunidade para trabalhar as cores amarelo e azul ( que iniciam com a letra A) e fixar esse conceito ou simplesmente com círculo, dependendo da disponibilidade de tempo para a atividade.

A realização da atividade acima deve ser acompanhada. Peça aos alunos para que recortem, coloquem as letras nos quadrinhos certos, mas não colem antes que você veja se as letras estão corretas porque depois será difícil trocar letras de lugar depois de coladas.

ATIVIDADE COMPLEMENTAR







Caso queira, ou seja necessário para ajudar na fixação realizar a atividade abaixo com crepom:


Cartaz para parede:





Dramatização - peça de teatro para Dia do Circo


O Circo chegou


Mariazinha – Pedrinho! Pedrinho! O circo vai chegar na cidade!

Pedrinho – Eu não gosto de circo, é muito chato!

Mariazinha – Você já foi no circo por acaso?

Pedrinho – Não, nunca. Mas não gosto e pronto.

Mariazinha – Você não sabe o que está perdendo. O circo é muito legal. Tem bailarina, foca, leão.

Pedrinho – Eu já vi um monte de bicho no zoológico.

Mariazinha – Mas esses bichos são treinados, sabem fazer truques.

Pedrinho – Bobeira isso!

Mariazinha – Olhe! É o circo!



Entra alguém anunciando o circo e as crianças observam.



“O circo está chegando na cidade! Venham todos! Grande espetáculo esta noite. Venham se divertir.”



Mariazinha – Oba! Vou para casa me arrumar para ir ao circo. Você vai perder o espetáculo. Tchau!

Pedrinho – (Fala para o público) Mas o que será que tem esse tal de circo? Deve ser muito chato. Mas... e se eu desse só uma olhadinha? É isso mesmo! (entusiasmado) Eu vou espiar para ver o que tem lá.



(Pedrinho sai de cena e em seguida entra novamente, já chegando ao circo).

Pedrinho – Nossa, como aqui é grande, diferente. Então esse é o tal do circo. Opa! Estou ouvindo um barulho, vou me esconder.



(Entra a bailarina, toca uma música e ela dança. Após a música, o menino se aproxima).



Pedrinho – Quem é você?

Bailarina – Sou a bailarina. Eu danço para alegrar as crianças.

Pedrinho – Puxa, parece legal. Como faz?

Bailarina – É assim, experimenta.

(Ela faz alguns passos e o menino imita, meio desajeitado).



Pedrinho – Ah, eu não sei fazer isso não. Prefiro jogar futebol.

Bailarina – Agora preciso ir, tenho que ensaiar. Até mais tarde.

Pedrinho – Adeus, linda bailarina. Ei, estou ouvindo um barulho, parece ser...um urso! (se esconde).



(Entra o urso, toca a música, ele dança e é observado pelo Pedrinho)



Urso – Garoto! Ei, garoto! Estou te vendo aí. Venha cá, vamos conversar.

Pedrinho – Tenho medo.

Urso – Ora, ora, não faço mal a ninguém. Sou adestrado.

Pedrinho – Adestrado? O que é isso?

Urso – Sou um urso ensinado (gabando-se). Faço truques, sabe?

Pedrinho – Que legal! Me ensina?

Urso – Claro! Amanhã estou de folga, apareça aqui no circo.

Pedrinho – Ta bom, vou vir mesmo.

Urso – Ih, ouviu isso? É o meu treinador me chamando. (Fala como se estivesse respondendo). Já estou indo, já estou indo.

Pedrinho – Gente, vou aprender alguns truques. Que maravilha!

Até que o circo não é tão ruim assim. Mas o que é aquilo que vem ali? Uma foca! (Se esconde).

(Entra a foca, toca a música)

Pedrinho – Oi foquinha.

Foca – Oi garoto. Qual é o seu nome?

Pedrinho – Pedrinho.

Foca – E você está visitando o circo?

Pedrinho – É, vim dar só uma espiadinha, dizem que é legal.

Foca – Aqui é muito legal! As crianças adoram.

Pedrinho – Acho que estou gostando também.

Foca – Mas você já viu o espetáculo?

Pedrinho – Ainda não. Nunca fui ao circo.

Foca – Então venha essa noite. Vai conhecer o homem que cospe fogo, a mulher barbada, os tigres adestrados, o mágico e muito mais.

Pedrinho – Estou achando demais! Vou vir sim.

Foca – Hum, está me dando uma fominha. Vou comer alguma sardinhas.

Pedrinho – Tchau, foquinha. Adorei te conhecer. Nossa, fiquei cansado, tem tanta coisa diferente nesse circo. Vou descansar um pouco aqui.



( Enquanto ele dorme, entra a pulga que fica mexendo no menino. Ele se coça enquanto dorme. Alternar, pulando pelo palco e mexendo no Pedrinho).



Pedrinho – Que coceira. Até parece que estou com... (avista a pulga) pulga!!!

Pulga – Calma, menino. Deixa eu te fazer coçar.

Pedrinho – Sai pra lá! Eu tomo banho.

Pulga – Só um pouquinho, vai. Uma coceirinha na perna.

Pedrinho – Que circo mais sujo. Está cheio de pulgas. Ninguém limpa isso aqui não?

Pulga – Há, há, há, há! Eu trabalho no circo, seu bobinho.

Pedrinho – Uma pulga trabalhando no circo? Ah, conta outra!

Pulga – Você nunca ouviu falar de circo de pulgas?

Pedrinho – Não!

Pulga – Pois as pulgas são pequeninas, mas também fazem o seu show. Aquilo passando ali não é um cachorro? Tenho que ir.

Pedrinho – Espere! Espere! Me conta mais sobre esse circo de pulgas. (Pulga sai)

(Falando para a platéia) Gente, a Mariazinha tinha razão, o circo é bem legal. Vou querer assistir a todos os espetáculos. (Entra o macaco, o cutuca e se esconde. Pedrinho olha e não vê nada, continua falando sobre as belezas do circo e o macaco repete mais duas vezes até que o menino o vê)



Pedrinho – E você, quem é?

Macaco – Sou o macaco Simão.

(Música “Macaco Simão” cd do Hamilton Catete)



Pedrinho – Sabe, macaco Simão, eu não gostava do circo, achava chato. Agora que conheci, achei fascinante.

Macaco – O circo é o espetáculo mais bonito do planeta. E vem alegrando crianças há muito tempo.

Pedrinho – É tudo alegre, colorido, bonito.

Macaco – Toda criança deve ir ao circo.

Pedrinho – Bem, eu conheci a bailarina, o urso, a foca, a pulga e agora, você macaquinho. Vou para casa me arrumar porque quero assistir todos os espetáculos. Os trapezistas, malabaristas, palhaços, o mágico... Deve ser maravilhoso.

Macaco – Tudo bem, mas já que você descobriu que o circo é muito divertido, vou chamar os meus amigos, porque agora o artista é VOCÊ!



(Entram todos os personagens e toca a música Lindo balão azul)





Desenhos para colorir-Páscoa

Desenhos para colorir todos em documentos de word, configuração folha inteira. Páre de baixar arquivos de imagens com pouca resolução que quando você imprime fica perdido no cantinho da folha!