Aguarde

Novos tempos pedem novas propostas e soluções.
Inclusão, currículos adaptados, atividades diferenciadas são a tônica do trabalho atual do professor que precisa atender individualmente todos os seus alunos.
E se você encontrasse numa só pesquisa, uma variedade de atividades sobre o mesmo tema, em diferentes níveis de aprofundamento?
Vem aí, os NOVOS DISCOS VIRTUAIS...
Aguarde!

Meio Ambiente (21) Desenvolvimento

Como foi dito anteriormente, as aulas de capoeira tem sido momentos de grande alegria para os alunos. Segue-se, a letra de uma das músicas utilizadas, assim como momentos de outra aula:

Gingado da Onça
Letra: Alexandre L. Santana Neto
Música : Alexandre L. Santana Neto

Fui no Parque Rio da Onça
Estudar e aprender

Aprender como se cuida
Da floresta, camarada

Unidade de Conservação
Eah, eah...
Unidade de Conservação
Eah, eah...

Vai proteger a fauna
E a flora da região


Fauna é a bicharada
Flora é a vegetação

Unidade de Conservação
Eah, eah...
Unidade de Conservação
Eah, eah...

EA é a sua vocação
É a sua vocação

O “E” é de educação
O “A” é de ambiental

Eu vou gingar, vou gingar,
Perto do mar, vou brincar, vou brincar...

Lá no parque onde a onça
Aparecia pra matar

Pra matar a sua sede
Sua sede, camarada
E se for agora
Arrisca a se contaminar


Seguindo-se as atividades do pré escola, os alunos realizaram pintura com tinta guache (treino de coordenação motora):


Os alunos do grupo 2 continuaram seus estudos sobre o lixo desta vez tendo como base o texto abaixo, apenas a título de interpretação oral e informação:

Ciências / Língua Portuguesa

Continuando com seus trabalhos de produção de texto, os alunos do grupo 2, escreveram uma história com base na figura abaixo:

Seguem, algumas produções dos alunos:


De tarefa livre para casa, foi pedido aos alunos que quisessem que escrevessem poesias com os temas abaixo, na temática do meio ambiente:
 lixo
 terra
 planeta
 parque Saint- Hilaire / Lange
 a natureza
 primavera
 árvores

Alguns alunos atenderam ao pedido e escreveram poesias como essas:

O LIXO
Lixo não se deve
Jogar nos rios
Porque prejudica e polui
O meio ambiente.
Lixo se joga no lixo
Para o bem de toda a gente.

Camila



VAMOS RECICLAR O LIXO

Vamos todos, vamos reciclar,
O lixo, para a nossa vida melhorar.
Vai em frente, reciclando todo o mal
Para nossa saúde melhorar.
Falando assim parece uma tolice
Tem muita gente que não acredita.
É só olhar ao nosso redor
você vai ver muito lixo no chão
vamos todos abrir as mãos
e reciclar com o coração.
Vai em frente vencendo todo o mal
Bebendo da fonte saúde universal
La, la, la, laia, laia, la la

Maico





O LIXO

Lixo no lixo
Se não cria bicho
Criando bicho, não pode tocar
Se não doenças vai pegar.

Reciclando o lixo
Que não é lixo
Terá dinheiro
Para o dia inteiro.

No lixão
Trabalham pessoas
Que de lá tiram
O dinheiro do seu pão.

Mateus





PLANETA TERRA

Planeta azul
Que cheira jasmim
O vento forte sacode as palmeiras
E levanta poeiras.

Na noite escura
Olhamos para o céu
Vemos a lua
Que com sua beleza
Ilumina a natureza.

A Terra é oval
Eu sem fazer nada
Olho para as flores
Que estão no quintal.

Mateus







PARQUE SAINT-HILAIRE

Agora temos um parque nacional
O Saint Hilaire
Que parece um pantanal.

Tem rios e animais silvestres
Tem plantas medicinais
O pau brasil
Que quase não vemos mais.

Um dia ele será muito divulgado
E nós nos orgulhamos dele
A sua beleza encantará
Todos aqueles que o verem.

Mateus

O trabalho com poesias deu origem ao I Varal de Poesias Ecológico, que foi elaborado de forma apenas interna. Não convidamos nenhuma autoridade ou pessoas de fora da escola, pois nosso objetivo principal era desinibir os alunos, para a realização de um próximo Varal que está previsto para o final do mês de outubro. Para essa ocasião foram preparadas outras poesias, e algumas delas estarão registradas a seguir, assim como o registro da ocasião, que contou com a participação de todos os funcionários da escola e os alunos da terceira e quarta séries.

A mesa de jurados foi composta pelos funcionários:


Em seguida, o mais importante: a platéia!


Os alunos ficaram bastante empolgados com o evento e muitos deles resolveram declamar suas poesias que ficaram expostas no varal abaixo:

Em seguida, os alunos que declamaram suas poesias:


Enquanto os jurados foram fazer a somatória das notas, o professor da segunda série fez uma excelente explanação a respeito dos poetas brasileiros, falando de suas vidas e de sua importância na literatura brasileira.

Incentivou os alunos a escreverem mostrando que pessoas normais podem vir a ser grandes escritores.

A escolha dos jurados foi muito difícil uma vez que gostaram de várias poesias e das diferenças de entonação e representação dos alunos. No final, foram vitoriosos os alunos Lucas e Jaqueline, ambos da quarta série.


Seguem, algumas poesias do varal:

A PRIMAVERA

Começou a primavera
Chegou trazendo cores.
Cores de muitas flores
Flores que adornam seu calor
Flores que vivem em grande amor.

Acordo de manhã
Olho da janela
Vejo um jardim cheio
De flores amarelas
Com todas as cores
Não existe amores
Que resistam a elas.
Lucas




A PRIMAVERA

A primavera é tão linda
Como todas que já vi,
Este jardim está florido
Onde voa o bem-te-vi.

Da janela eu via
Muitas flores amarelas
Não sei a quem pertence
Como a linda aquarela.

Paloma

A PRIMAVERA

A primavera chegou,
Muitas flores estão desabrochando
Muitos passarinhos cantando

A primavera trás muitas borboletas
Amarelas iguais uma aquarela
As flores da primavera
São bonitas,
Coloridas.

Viva a primavera
Que coisa mais bela
Você sorrindo na janela.

Ricardo



A PRIMAVERA

Quando olho da janela
Vejo que a primavera chegou.
Trazendo flores brancas, rosas e amarelas.

Chegou a primavera
Cheia de vida
Que coisa mais bela.

Ela é bela
Igual uma cinderela
Vejo também um beija-flor.

E os pássaros cantando contentes.
No meio de tanta gente.
Viva a primavera colorida
Com borboletas, flores e muita vida.

Fernandes







A PRIMAVERA

Começou a primavera
Cheiro de jasmim
Vejo da janela
Uma vista de orquídeas
Sem fim.

Vejo o beija-flor
Tirando o néctar da flor
As borboletas voam
Pelo ar livre.

Vejo os girassóis
Abrindo da cor do sol
Lindas flores que
Aparecem no jardim.

Jaqueline

Ficamos surpreendidos com os resultados da poesias, com a entonação de alguns alunos, que colocaram emoção em suas palavras. A partir dessa fase do projeto, o trabalho com poesia será valorizado, e estará presente em outras aulas, principalmente quando houver o início do tema “água”.

De momento, ficamos felizes com nosso varal.

A seqüência dos trabalhos do pré se deram com a atividade:


está acompanhando essas postagens?
na próxima, a produção de papel reciclado...
não perca!

Nenhum comentário:

Postar um comentário