Voltando às aulas

Voltando às aulas

Atualizações- Discos Virtuais

DV LIBRAS - 9 paginas sobre cadeia alimentar já disponível para download.

Alfabetização-trabalhando com o nome









Trabalhando com o crachá













É muito importante que logo que os alunos cheguem no primeiro dia de aula, você já tenha providenciado todos os crachás, desta forma, cada aluno estará entrando em contato com seu nome, caso não o conheça, e conhecendo os nomes dos colegas.













De preferência, usar cores distintas nos crachás de meninos e meninas e explicar aos alunos o porquê da diferença.













Sugestões de atividades



















A liberdade de escolher as atividades que melhor se encaixar com o perfil de sua turma é sua, o importante é que de uma forma ou de outra você trabalhe algumas atividades que envolvam os crachás dos alunos. Essas atividades serão muito proveitosas, pois através delas os alunos irão prestando mais atenção aos seus próprios nomes e também aos nomes dos colegas.







a) Dispor os alunos em círculo e colocar todos os crachás ao centro, pedindo para que cada um se apresente e busque o seu crachá. A professora deve auxiliar aqueles que não conseguirem realizar a atividade sozinhos e anotar os resultados. É importante que o aluno aprenda a escrever seu nome corretamente o mais cedo possível, o nome representa a identidade do aluno, e saber escreve-lo é motivo de orgulho!













b)Fazer com que os alunos tentem descobrir se há mais meninos ou meninas na sala.













c)Pedir para que cada aluno mostre seu crachá, fale seu nome para os demais colegas e escreva seu nome no quadro-negro.













d) Ao final de cada nome escrito no quadro, realizar nova leitura, identificar as vogais e contar as letras.













e) Destacar os nomes dos alunos que possuem a letra A em seus nomes, indiferente da posição na palavra.







f)Pedir para que os alunos tentem identificar os colegas cujos nomes comecem com a mesma letra de seus nomes.













g) A professora entrega o crachá para cada criança e elas vão conversar entre si trocando idéias sobre os nomes:







- Quantidade de letras;







- Nomes que começam com a mesma letra;







- Letras que se repetem.













h) A professora toma o crachá em suas mãos e faz com que as crianças adivinhem a quem pertence este nome:







- quem é o dono deste nome?







- é menina?







- inicia com a letra M.







- é loira.







A professora vai dando as dicas até que as crianças descubram.













i) A professora coloca todos os nomes em sua mesa e as crianças devem pegar cada um o seu.













j) A professora faz equipes de 4 alunos com as carteiras e coloca os crachás sobre as carteiras, as crianças vão entrando e sentando no lugar que está o seu nome.













l) A professora entrega para cada criança um crachá que não é o seu para cada criança, e ela deverá entregar o crachá ao seu dono.













m) A professora coloca crachás em uma caixa. Pega o primeiro e diz:







“O dono desse nome é baixo, tem um nariz arrebitado, etc.”







As crianças adivinham o nome.







A professora escreve no quadro. Trabalha o nome de cada letra e o número delas.







Assim continua até o término da chamada.













n) nome na “berlinda”







A professora escolhe ou sorteia um aluno por dia para ser seu ajudante e para estar na berlinda.







A criança é entrevistada pelas colegas que descobrirão seu nome completo, sua idade, o número de irmãos, o que gosta de comer, de beber, do que gosta de brincar.







A professora trabalha também com o nome no quadro: nome das letras que o compõem, número de letras.







O) Ouça a leitura do poema e procure responder às perguntas feitas pela professora:







QUEM É?













QUEM BRILHA NO CÉU?







- O SOL.







QUEM BRILHA NA FOLHA?







- O ORVALHO.







QUEM BRILHA NO ESPELHO?







- EU.







Sônia Miranda. Pra Boi Dormir.RJ:Record,1998



















Converse com os seus colegas e a professora sobre as idéias abaixo:













. De acordo com o texto, muitas coisas brilham. O que brilha?







. Você conhece outras coisas que brilham e que não aparece no texto?







. O sol brilha no céu do mesmo jeito que você brilha no espelho?







. É possível uma pessoa brilhar sem ser no espelho?







. Pense em alguém que você ache brilhante. Depois responda: quem é essa pessoa?







. Para que servem os espelhos?













. Olhe-se no espelho. Observe bem como você é, como é seu rosto, seu cabelo, como é sua boca, a cor dos seus olhos. Agora, desenhe você:











. Agora escreva seu nome cada vez maior:


(faça numa folha vários retângulos em ordem crescente de tamanho para que o aluno escreva seu nome dentro deles ocupando todo o espaço e assim escrevendo cada vez maior).














. Escreva a primeira letra de seu nome. Em seguida, pesquise em jornais e revistas essa mesma letra e cole-a do lado direito:



Faça um quadrado para que a criança escreva a primeira letra do seu nome.
















.Escreva seu nome usando um quadrinho para cada letra:



Faça quantos quadrinhos sejam necessários para que cada aluno escreva seu nome




. Agora pinte um quadrinho para cada letra que você escreveu:


. Quantos quadrinhos você pintou?




.Desenhe um objeto, uma pessoa, uma fruta ou um animal cujo nome comece com a mesma letra do seu nome:



































HORA DA HISTÓRIA





Professora leia com carinho este poema para seus alunos:





NOME DA GENTE





Eu não gosto



do meu nome,



não fui eu



quem escolheu.



Eu não sei



por que se metem



com um nome



que é só meu!





O nenê



que vai nascer



vai chamar



como o padrinho,



vai chamar



como o vovô,



mas ninguém



vai perguntar



o que pensa



o coitadinho.





Foi meu pai quem decidiu



que o meu nome fosse aquele.



Isso só seria justo



se eu escolhesse



o nome dele.





Quando eu tiver um filho,



não vou pôr nome nenhum.



Quando ele for bem grande,



ele que procure um!



Pedro Bandeira, Cavalgando no arco-íris.SP, Moderna, 1989







CONVERSANDO SOBRE O TEXTO





.Você gosta de seu nome? Por quê?


. Pergunte às pessoas de sua família por que seu nome foi escolhido para você.



. O personagem do poema não acha justo o pai ter escolhido um nome para ele. E você? O que pensa sobre isso?



. Por que não podemos esperar que a criança cresça para que ela escolha o seu próprio nome?

Baixe esse texto completo em documento do word no link abaixo:

http://www.4shared.com/get/128662905/3effec7f/unidade_1_-_trabalhando_com_o_nome.html



Um comentário: